26.4 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Operação abafa da mídia é atropelada pela #vazajato

As matérias sobre as conversas comprometedoras entre o dublê de juiz e ministro Sergio Moro e os procuradores da força-tarefa da Lava Jato caíram como uma bomba nos aquários das redações dos jornais tradicionais na noite deste domingo (tradução do jargão: aquário é onde ficam os chefes). A primeira reação foi ignorar, mas a repercussão – que levou a hashtag #vazajato ao primeiro lugar entre as mais comentadas no Twitter mundial – não permitiu a tática avestruz.

Veio então o segundo movimento: criticar o vazamento, para preservar os incriminados. Mas como isso poderia prosperar, se a Lava Jato foi toda calcada no binômio delação–vazamento, detalhes sigilosos que eram passados para os jornalões sem qualquer crítica ou investigação dos responsáveis?

A terceira tentativa foi uma variante da anterior: culpar hackers pela invasão das contas nos aplicativos de troca de mensagens de Moro e do procurador Deltan Dallagnol. Só que também esbarrou em um problema. O próprio ex-juiz, hoje ministro, disse, na ocasião – cinco dias atrás – que nenhum dado havia sido obtido em seu celular.

A defesa, então, se torna uma tarefa para cínicos. A realidade, sempre ela, se encarrega de destruir os que a ignoram. Em Brasília, onde a simpatia por Moro não é exatamente campeã de audiência, discute-se uma CPI e alguma ação do Supremo. Políticos sugerem abertamente que o ministro peça o boné. Ainda que parte da população não veja como grave a atuação de Moro e do MP, a operação abafa tem poucas chances de sucesso.

 

La exención soy yo’

O Ministério Público Federal exercita sua capacidade de enterrar a cabeça na areia. Fora um burocrático questionamento do Conselho Nacional do MP, o que se tem no site da instituição é um longo esclarecimento sobre o “ataque cibernético à Lava Jato”, além da nota postada no início desta segunda-feira pela força-tarefa, na qual, em resumo, os procuradores garantem sua isenção com base em suas próprias palavras.

 

Sol

Projeto de autoria do deputado estadual Sebastião Santos (PRB), que dispõe sobre a implantação de painéis solares fotovoltaicos nos hospitais do Estado de São Paulo, foi aprovado durante reunião da comissão de Infraestrutura realizada na semana passada, na Assembleia Legislativa (Alesp). O PL 1.525/2015 será encaminhado para as demais comissões.

 

Labirinto

Desde 1988, ano da Constituição, foram criadas mais de 5 milhões de normas tributárias no país (764 por dia) nas três esferas de governo, informa o Tribunal de Contas da União. Cálculo da Fiesp estima em 50 normas por dia na esfera federal.

Relatório do TCU apresenta resultados sobre os entraves causados pela burocracia na produtividade e na competitividade das empresas brasileiras. O Tribunal aponta pouca transparência e falta de organização e padronização das exigências dos órgãos públicos, o que resulta em insegurança jurídica e alto custo para as empresas manterem-se regulares. Além disso, os Três Poderes não mantêm uma publicação que atualize a legislação tributária, dificultando o acompanhamento pelas empresas.

 

Vazamento nos olhos dos outros…

2017. Oitiva sigilosa de Marcelo Odebrecht para Moro. Advogado do réu alerta sobre "transmissão ao vivo" do Antagonista, de Mainardi. Moro: "Tá… É… A gente trata disso sem precisar da gravação aqui. Não, sim, mas… Pode encerrar a gravação." Qual cor da palma da mão do Moro?

 

Rápidas

O Brasil tem uma sociedade altamente litigante”, indica o livro Direito e economia: diálogos, que a Editora FGV lança nesta quinta-feira. Informações em editora.fgv.br/produto/direito-e-economia-dialogos-3446 *** A Rede Adventista Silvestre realiza, dia 18, às 19h30, o encontro “Sessão Clínica” no auditório em Botafogo. Em debate, linhas de cuidados no acidente vascular isquêmico *** O livro Integração regional na América Latina (Editora CRV) será lançado nesta quarta-feira, às 16h, na Biblioteca do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), no Centro do Rio. Informações pelo telefone (21) 2240-3173 *** Até 20 de junho, a Tech Trash vai doar um computador novo para o Instituto da Criança a cada 60kg de lixo eletrônico coletado – aquele computador velho, impressora antiga, teclado que não funciona mais. O AquaRio, no Porto Naravilha, é um dos pontos de coleta *** A prestação de contas do ex-presidente Michel Temer, relativa ao exercício de 2018, será apreciada pelo TCU nesta quarta-feira. A relatora do processo é a ministra Ana Arraes.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.