Opiniões que desagradam

Boatos, notícias falsas, alarmismo, tudo isto corre a internet desde que ela se popularizou. O combate às agora empacotadas como fake...

Boatos, notícias falsas, alarmismo, tudo isto corre a internet desde que ela se popularizou. O combate às agora empacotadas como fake news é mais recente e traz no seu bojo a disputa pelo controle da informação. Os grandes grupos de mídia monopolizam o noticiário mundial e não desejam – nem podem, pois este é o papel destinado a eles – abrir mão desse poder. Matéria do site Conjur conta que três veículos de comunicação da Holanda decidiram processar a União Europeia por terem sido acusados de “veículos de desinformação” pela agência de combate a notícias falsas da comunidade, o EuvsDisinfo (União Europeia contra a Desinformação).

Os veículos garantem que foram acusados por publicarem informações que não condizem com os interesses da União Europeia de desacreditar o Governo da Rússia, especialmente no caso da Ucrânia. “Segundo as publicações acusadas de fake news, entretanto, o EUvsDisinfo foi criado para defender as políticas da diplomacia europeia de aproximação com o governo ucraniano para enfrentar os interesses da Rússia no continente. Em 2014, a Rússia invadiu o território da Crimeia, na Ucrânia, e o proclamou terra russa”, relata o Conjur. “A União Europeia classifica veículos de comunicação que noticiam opiniões de terceiros que desagradem a UE como ‘veículos de desinformação’. Como se a imprensa só pudesse noticiar as posições pré-aprovadas pela União Europeia”, diz o advogado de um dos grupos.

Este colunista teve a oportunidade, ano passado, de fazer discurso sobre o assunto no encontro de mídia do Brics, realizado em Beijing. Um dos pontos abordados foi justamente o que eram essas falsas notícias. Não se trata de combater boatos ou desinformação, o que seria meritório; o objetivo da mídia hegemônica é diminuir toda e qualquer informação alternativa, com objetivo de se manter… hegemônica.

 

Mudanças na comunicação

A Facha será sede, no próximo dia 9, das 8h às 20h, do 2º Simpósio Nacional sobre Transformações na Retórica do Consumo. O evento, em parceria com a UFF, promove uma reflexão sobre as transformações no campo da comunicação, em especial, nas áreas do consumo, informação, notícias e entretenimento no atual cenário de revoluções tecnológicas, mudanças econômicas, políticas e socioculturais.

O evento será aberto pelo diretor-geral da Facha, professor Paulo Alonso, e pelo líder da ReC (Grupo de Pesquisa em Retórica do Consumo), Guilherme Nery Atem. Participarão também acadêmicos e profissionais da área. Mais informações e inscrições: https://www.2trec.com.br/

 

Mercado democrático

Viemos para mudar a maneira que as pessoas se relacionam com dinheiro e investimentos”, define o economista Rafael Bevilacqua, que acaba de lançar no mercado, com colegas profissionais do mercado, a Levante Ideias de Investimentos.

A casa chega ao mercado em um momento de melhora dos indicadores econômicos e juros nominais em patamares historicamente baixos. “O mercado de capitais começa a se movimentar e, com diversos IPOs programados para o ano, deve ser a principal opção para as empresas se financiarem. Isso favorece também investidores, e, nesse novo cenário, queremos orientar tanto os iniciantes quanto os experientes”, informa Bevilacqua.

Parte do conteúdo (como relatórios de ações e fundos, além de boletins diários voltados para quem é pouco familiarizado com o mundo dos investimentos) é gratuita. Basta se inscrever no site www.levante.com.br para receber o informativo diário. Para quem quer se aprofundar, são oferecidos planos de assinaturas.

 

Theotônio partiu

O ex-ministro Roberto Amaral comentou o falecimento de Theotônio dos Santos, “brasileiro dos melhores, um dos maiores economistas-políticos brasileiros, pensador voltado para a economia latino-americana e um dos principais formuladores da teoria da dependência”.

Ele simboliza, quando menos, o seguinte: o Brasil não é uma ilha, seus desafios não começam e terminam nele mesmo, e para superá-los é fundamental olhar para o cenário global, sobretudo o contexto na América Latina e do Hemisfério Sul”, ressaltou Amaral.

 

Rápidas

A American Express anuncia a nova gerente-geral da companhia no Brasil, Rose Del Col *** Em comemoração ao Dia da Mulher, será realizada a terceira edição da Feira de Empreendedores Sustentáveis (FES), em 10 e 11 de março, na Praça Cândido Silva Mendes, na Taquara, Rio de Janeiro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Plano B dos bilionários dos EUA

Fuga dos impostos, de Trump e dos bloqueios levam a dupla cidadania.

É a inflação, estúpido

Preços não dão trégua a Bolsonaro em ano de eleição.

Brasil: 3% da população, 6% dos desempregados do mundo

Pode colocar na conta de Bolsonaro–Guedes.

Últimas Notícias

Mães: tentativas de fraudes caíram 4% de 2021 para 2022

Apesar da queda no volume, valor de fraudes evitadas foi 9,3% superior no período; já sexta-feira, 13 teve aumento de 120% no último ano.

Indústria deve qualificar 9,6 milhões de pessoas até 2025

Segundo a CNI, '79% da necessidade de formação nos próximos quatro anos serão em aperfeiçoamento.'

Gastos com delivery subiram 24% em 2021 ante 2020

Cada brasileiro gastou, em média, R$ 16,21 por refeição fora do lar.

Exportação de sucata ferrosa cresceu 43% em abril

Preços se acomodaram; após pressão forte no mercado em função da guerra e da China, tendência é de normalização no Brasil.

Correspondentes bancários são punidos por irregularidade em consignado

Sidney: 'assédio comercial leva ao superendividamento do consumidor; isso não interessa a ninguém, nem ao consumidor nem aos bancos'.