Oportunidades no setor de petróleo e gás natural

As oportunidades no setor de petróleo e gás natural foram o principal assunto do primeiro dia do V Fórum Energias de Sergipe, realizado nesta terça-feira. A programação, que se estende até esta quarta-feira (24), é realizada de maneira virtual e tem como objetivo apresentar e debater cenários e oportunidades para a inserção das micro e pequenas empresas sergipanas na cadeia de Energia, abrangendo os segmentos de Petróleo e Gás e Energias Renováveis.
A iniciativa é uma realização do Governo de Sergipe por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas de Sergipe (Sebrae/SE). Nesta edição, o evento se organiza sob o mote “Inovação, Oportunidades e Negócios”.
“O petróleo e o gás seguem uma lógica de tempo própria. Por isso, temos que nos antecipar para que Sergipe entre nessa roda o mais rápido possível, concretizando todo o seu potencial”, resumiu, durante a abertura do evento, o secretário da Sedetec, José Augusto Carvalho. “Precisamos preparar o micro e pequeno empreendedor para construir seu produto e se inserir de forma competitiva na cadeia produtiva de energias”, destacou, em continuidade, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/SE, Marco Aurélio Pinheiro.
O superintendente do Sebrae/SE, Paulo do Eirado, enfatizou a necessidade de um diagnóstico do setor. “Vamos mapear a cadeia produtiva para conhecer gargalos, oportunidades e demandas, para que o empresariado sergipano possa atuar de forma presente nas soluções energéticas de Sergipe, com um sistema integrado”, pontuou.
Painéis
O primeiro painel do dia, intitulado “Oportunidades para o segmento de Petróleo e Gás”, contou com a participação do secretário executivo da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP), Anabal Santos. “O aumento da competitividade, a simplificação e a celeridade são nossos desafios para conectar agentes e operar na cadeia de óleo e gás em Sergipe e no Brasil”, ressaltou.
O CEO da Energy Platform (EnP) e secretário executivo do Fórum Sergipano de Petróleo e Gás (FSP&G), Márcio Félix, mencionou a necessidade de articulação entre as diversas instituições ligadas ao setor. “Sergipe, por sua longa tradição em petróleo e gás e por sua ambiência favorável, é um terreno fértil para negócios. É um estado que está indo ao encontro das oportunidades e que se preparou para recebê-las”, apresentou. O FSP&G também assina a realização do evento.
Prosseguindo na programação, o painel “Os desafios da comercialização do Gás Natural” teve a participação do diretor técnico da Sergas, Ivonez Lourenço, que expôs a dinâmica de trabalho e os projetos da companhia. “Temos como desafio o suprimento, a elevação dos preços, a diversificação do mercado fornecedor, a base de preço internacional, a crise energética e a interiorização do gás natural. Estamos trabalhando para superar e reverter esses obstáculos”, informou.
O diretor geral da New Fortress Energy, Celso Silva, abordou a experiência do terminal de Gás Natural Liquefeito (GNL) das Centrais Elétricas de Sergipe (Celse). “A interligação do terminal com a rede da TAG é um projeto em curso, que deverá dinamizar o setor no estado democratizando o acesso, modernizando a agenda regulatória e garantindo suprimento”, contextualizou.

Leia também:

Baixo interesse na exploração de petróleo no novo pré-sal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Em 2021, 5 mil pessoas morreram em 64 mil acidentes de carro

Anuário da PRF mostra interrupção de quedas observadas desde 2011.

Brasil deverá atingir 12,5% da produção mundial de algodão até 2030

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em março, as cotações da commodity subiram em 5,41%.

Botijão de gás poderia custar R$ 60

Segundo Fernando Siqueira, com média de R$ 114, aproximadamente, o botijão chega a custar até R$ 160.

Últimas Notícias

Em 2021, 5 mil pessoas morreram em 64 mil acidentes de carro

Anuário da PRF mostra interrupção de quedas observadas desde 2011.

Eletrobras anuncia lucro de R$ 2,7 bi no primeiro trimestre

Resultado foi gerado por redução de custos e contratos bilaterais; comissão da Câmara discute impacto da privatização.

Brasil deverá atingir 12,5% da produção mundial de algodão até 2030

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em março, as cotações da commodity subiram em 5,41%.

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Eleitores agora podem contribuir com os seus candidatos.

Botijão de gás poderia custar R$ 60

Segundo Fernando Siqueira, com média de R$ 114, aproximadamente, o botijão chega a custar até R$ 160.