Os 100 anos do jovem PC chinês

A análise das ações do Partido não cabe na abordagem ocidental.

A marca de 100 anos de fundação do Partido Comunista da China motiva análises sobre sua atuação. Um erro recorrente é tentar enxergar o PC chinês sob a ótica da democracia liberal e dos valores ocidentais. Este colunista esteve, recentemente (quando ainda se podia viajar), no gigante asiático por 2 vezes; se isso não torna ninguém um especialista, tem como vantagem permitir uma abordagem a partir de uma experiência pessoal. Alguns fatos ficaram marcados na lembrança:

– A China está em mudança constante; a diferença de alguns meses já permite ver alterações nas construções, no comportamento com o estrangeiro e até na quantidade de locais que falam inglês;

– Os chineses evitavam, em um grande hotel, entrar no mesmo elevador que ocidentais. Disse uma guia que isso se deve à timidez;

– Na Muralha, um grupo de adolescentes pede a um grupo de jornalistas estrangeiros para tirar uma foto; não delas, mas delas com os ocidentais (tiveram sorte: quem registrou a cena foi um repórter fotográfico);

– O chinês se parece um pouco com o brasileiro: não é muito pontual e gosta de externar alegria;

– A relação dos membros com o PC é defendida, às vezes até com um toque de ironia;

– A disciplina e organização estão presentes, mas há jogo de cintura, quando, por exemplo, o grupo de jornalistas insiste em alargar a agenda;

– A China de hoje lembra o Brasil em crescimento, em que os pais tinham certeza de que seus filhos teriam uma vida melhor que a deles.

O mais marcante, contudo, é a relação com uma cultura milenar. Algo acontecido em 1600 dC é visto como recente. Essa forma de encarar o tempo é determinante: os acontecimentos são vistos em sua plenitude, as análises não são precipitadas, as decisões são tomadas nos momentos que consideram adequados. Chega até a ser contraditório ver a celebração do ainda “menino” PC da China. Mas quem olha a história do país ao longo dos milênios, tem chance melhor de compreender.

 

Você está sendo filmado

A Rota, unidade da PM paulista que mais matou suspeitos de crimes em 2019, registrou sua última morte em ação em 31 de maio. Em 4 de junho, foram instaladas nos uniformes dos agentes. Quase 1 mês depois, não houve uma única morte em confronto.

 

Rápidas

A chef Adriana Souza, do restaurante Empório Safra Família, é a próxima convidada do projeto Gente que Faz, produzido por Bayard Boiteux. A live é neste sábado, no @embaixadoresrio *** O professor de Ciência Política da UFRJ Luiz Eduardo Motta faz palestra sobre “Teoria marxista do Estado e relações internacionais” nesta sexta-feira, 14h. Inscrições pelo e-mail [email protected] *** O Ibef-Rio apresentará no Café com Energia “A Nova Lei do Gás, oportunidades e desafios”, nesta sexta, às 9h30, com Marcello Lobo (Pinheiro Neto Advogados) e Nicola Miccione (secretário de Estado da Casa Civil RJ) e moderação de Rogério Rocha (C3R Energia) *** O consultor Luiz Affonso Romano modera nesta quinta a temática “Consultoria Organizacional como Profissão” com palestras de altas lideranças de instituições como Sebrae, CFA e FGV no Congresso Brasileiro de Consultoria Organizacional e primeiro Congresso Luso-Brasileiro de Consultoria de Gestão.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Paulo Freire, 100 anos!

Orgulhosa, a pesquisadora apresentou-se assim: ‘A minha tese é sobre Paulo Freire’.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Startup de inteligência artificial terá acesso ao hub de dados da B3

A 4KST, fintech de inteligência artificial, com foco em eficiência financeira, e a B3 anunciaram nesta terça-feira um acordo com foco em compartilhamento e...

BNDES: R$ 166 milhões para linhas de transmissão da Energisa Tocantins

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 166 milhões para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia (Grupo Energisa),...

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...