Os eleitos

O anúncio do primeiro ministério do presidente FH popularizou o neologismo paulistério, para nominar a hegemonia de nomes oriundos ou com militância em Sampa. Agora, a defesa do presidente da CUT, João Felício, de desmonte do movimento sindical ameaça produzir novo monstrengo: o paulissindicato, para indicar que, a prevalecer a visão do companheiro Felício, sindicato seria uma entidade rara, somente encontrável no ABC e em mais alguns outros núcleos capazes de garantir padrões europeus de organização dos trabalhadores.

Direito
A cartilha Direito do Consumidor, elaborada pelos advogados integrantes da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Rio de Janeiro, será lançada hoje, às 17 horas, na Avenida Marechal Câmara, 150, 9º andar, Centro – RJ. Incluído na publicação, um mini-dicionário esclarece termos jurídicos ou palavras utilizadas constantemente em contratos. A cartilha traz orientações para conduta nos casos mais frequentes de briga entre consumidores e fornecedores de produtos e serviços; os cuidados ao assinar um contrato; como reagir a cobrança indevida; dicas sobre venda a prazo; e outros, todos explicados por meio de perguntas e respostas. A cartilha será distribuída gratuitamente em todas as seccionais da OAB no Rio.

Da luz ao apagão
Também no Rio será lançado A Construção e a Destruição do Setor Elétrico Brasileiro – uma análise crítica de Getúlio Vargas à Fernando Henrique Cardoso (Relume Dumará, R$ 20), livro escrito por Wagner Victer, ex-secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Estado do Rio de Janeiro, e Eduardo Chuahy, ex-deputado e ex-presidente do Detran-RJ. A apresentação é do professor Darc Costa, coordenador do Centro de Estudos Estratégicos da Escola Superior de Guerra (ESG) e membro do Conselho Editorial do MONITOR MERCANTIL.
O livro será lançado simultaneamente em São Paulo e Brasília e terá uma versão em inglês para ser publicado nos Estados Unidos. A obra mostra os acertos e descaminhos do setor elétrico nacional. Fala também da criação das principais empresas estatais de geração, passando pela descrição do processo de privatização do setor elétrico nacional, iniciado na década de 90, chegando ao colapso do “apagão” de 2001. O lançamento será no dia 2 de dezembro.

Retratos de Campinas
A cada hora nascem seis habitantes na região metropolitana de Campinas. Nos últimos dez anos, a população da área ganhou meio milhão de habitantes. Além disso, a região tem a maior concentração de empresas de telecomunicações do país e serve de passagem para um terço da carga aérea nacional. Os dados fazem parte do Livro Verde – desafios para a gestão da Região Metropolitana de Campinas, que o Núcleo de Economia Social, Urbana e Regional (Nesur), do Instituto de Economia da Unicamp, lança nesta sexta-feira. A obra reúne 18 artigos de 28 especialistas em transporte, urbanismo, saúde, saneamento, educação, habitação, demografia, segurança, planejamento, emprego e finanças públicas.

Limpo e liso
O consumo de xampus e condicionadores cresceu 8% no comparativo entre o acumulado de janeiro a setembro de 2002 contra janeiro a setembro de 2001 e 30% quando comparamos os nove meses desse ano com o mesmo período de 1998. Esse crescimento deve-se muito aos produtos de tratamento mais específico (com vitaminas especiais, antiqueda, hidratação intensiva etc). O mercado desses produtos somou R$ 690 milhões, contra R$ 573 milhões no mesmo período de 2001. Xampus e condicionadores representam 18% do faturamento do mercado de higiene pessoal, segundo a empresa LatinPanel/ Ibope.

Nuvens negras
Com o país em recessão, o Natal se anuncia particularmente amargo para funcionários de algumas grandes empresas. São fortes os rumores de demissões em massa em companhias como Embratel e Vale do Rio Doce.

Artigo anteriorApagão
Próximo artigoDitadura financeira
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

S&P aumenta nota de crédito da Petrobras

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings (S&P) elevou a nota de crédito da Petrobras. A nota de crédito stand-alone (risco intrínseco)...

Movida supera as expectativas e ações sobem 8%

A Movida, empresa de locação de veículos, gestão e terceirização de frotas e vendedora de semininovos, reportou lucro líquido ajustado de R$ 174 milhões...

BNDES financia Norflor no combate ao efeito estufa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concederá financiamento será concedido à Norflor Empreendimento Agrícolas no valor de até R$ 27,4 milhões,...

Uma criptomoeda 100% brasileira

Uma parceria entre as startups Stonoex e AMZ viabilizou o lançamento da criptomoeda brasileira ZCO2. É uma criptomoeda que prevê a proteção da Amazônia...

Aumenta investimento estrangeiro em Xangai

O investimento estrangeiro integralizado em Xangai registrou um aumento anual de 21,1% no primeiro semestre de 2021, anunciaram autoridades locais. A utilização real do...