25.1 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Os seguidores

A estréia mundial do Twitter como meio de comunicação de massa na mobilização de opositores inconformados com a derrota nas urnas iranianas fornece um ensino acessório: expor como funcionaria o jornalismo sem jornalistas. Tendo como público-alvo eleitores com crença quase divina na vitória e, et por cause, crédulos em qualquer mensagem capaz de alimentar tal desejo, os editores do Twitter podem se dar ao luxo de dar a boatos, como “acho que morreram 50 ali na esquina” ou “dizem que estão prendendo gente, foi meu primo que disse”, o status de fatos, sem a incômoda necessidade de checar sua veracidade.

Respaldo
No entanto, para garantir repercussão para além dos seus círculos de seguidores, o jornalismo via Twitter não prescinde da colaboração da mídia internacional. Para garantir que suas menagens sejam replicadas pela “imprensa livre”, iranianos, principalmente os setores mais ocidentalizados do Norte de Teerã, ainda que integrantes de um povo extremamente cioso das suas milenares tradições, entre elas, sua língua, não se constrangem de trocar, em seus cartazes e nos apelidos que usam para suas mensagens, o farsi pelo inglês.

Combustível
O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro, Júlio Bueno, classificou a BrasilOffshore – feira, que está sendo realizada em Macaé, no Norte do estado – como fundamental para consolidar o município como o centro da exploração de petróleo no país, além de colocar em torno do setor petrolífero outras atividades econômicas. “”Não queremos apenas a renda do petróleo. Queremos a renda do petróleo, o desenvolvimento tecnológico, atração de empresas de serviços e o desenvolvimento profissional dos trabalhadores”.

Condomínio
Júlio Bueno disse ainda que o estaleiro que será construído no município de Itaguaí ficará a cargo da Codin. A idéia, segundo ele, é criar um condomínio empresarial em torno do estaleiro.

Cimento
O presidente da Anamaco, Cláudio Elias Conz, participa nesta quarta da sexta reunião do Grupo de Acompanhamento da Crise (GAC), no Ministério da Fazenda, em Brasília. Ele solicitará a prorrogação do prazo da desoneração de IPI dos materiais de construção. Segundo a associação que reúne os comerciantes de produtos para construção, os efeitos do plano “Minha Casa Minha Vida” só começarão a ser sentidos no próximo semestre.
Em abril, primeiro mês com redução de IPI, mesmo com apenas 16 dias úteis, os produtos desonerados tiveram aumento de vendas de 25%. Em maio, a venda desses itens cresceu 10%. Os produtos que foram beneficiados com a redução do imposto representam 15% do negócio de material.

Remetente
Agora é lei: os fornecedores de serviços são obrigados a colocar nas faturas ou boletos emitidos ao consumidor o endereço completo da empresa. É o que determina a Lei 5.476/09, de autoria do deputado Átila Nunes (DEM), que foi sancionada pelo governador Sérgio Cabral. “Estou certo de que com esta lei muitos conflitos poderão ser resolvidos diretamente entre as partes envolvidas, sem que o consumidor precise recorrer ao Poder Judiciário”, explicou o deputado.

Jamais
“O BNDES não é e não será, jamais, transigente com desmatamento na Amazônia”, diz nota distribuída pelo banco, que garante estar negociando com o setor de frigoríficos para aumentar o controle da cadeia de fornecedores. Diz ainda o BNDES que suas regras impedem a concessão de financiamento a empresas que desrespeitem o meio ambiente e que adotem trabalho escravo e mão-de-obra infantil.
O BNDES poderia incluir em suas regras não bancar o hospital de empresas em sérias dificuldades. Dois meses antes de o Frigorífico Independência entrar em processo de recuperação judicial, o BNDESPar enterrou na companhia R$ 250 milhões. Já o IFC, ligado ao Banco Mundial, foi mais prudente e apertou as exigências para empréstimos a frigoríficos.

Artigo anteriorBritish quer trabalho de graça
Próximo artigoEufemismos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.