Otimismo no exterior deve beneficiar mercado interno

Cenário no exterior é positivo, com Bolsas europeias e futuros de Nova Iorque operando em alta.

O mercado amanhece nesta segunda-feira acompanhando a questão do pagamento dos precatórios, na esperança de que seja encontrada uma solução por meio da votação da reforma administrativa pela comissão especial da Câmara e pelo andamento mais tranquilo da agenda econômica, com redução do atrito entre o presidente da República, Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF). Nesse sentido, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que acredita em solução sem estourar o teto de gastos, o que é uma notícia positiva para o mercado. Também há atenção no presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e no diretor de Política Econômica do BC, Fábio Kanczuk, que estarão em evento no dia de hoje. Esta semana ainda temos divulgação do IGP-10, além de dados de inflação nos EUA, Reino Unido e Zona do Euro. O contrato futuro de índice Bovespa, com vencimento em outubro de 2021 era negociado em alta de 0,96% às 9h12 do dia de hoje, enquanto o dólar comercial operava em queda de 0,79%, a R$ 5,226 na venda e R$ 5,225 na compra.

No exterior observamos os índices futuros das Bolsas de Nova Iorque operando em alta nesta segunda-feira, indicando possível retomada do mercado à vista após quedas do S&P500 e Dow Jones nos últimos pregões. Às 7h20, no mercado futuro, o Dow Jones subia 0,54%, o S&P 500 avançava 0,52% e o Nasdaq se valorizava 0,46%. O juro da T-note de 10 anos estava em 1,332%, de 1,333% no fim da tarde de sexta-feira. Na Europa o cenário também é positivo, com as principais Bolsas abrindo em alta, com investidores motivados principalmente pela última decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE). Às 7h19, a Bolsa de Londres subia 0,64%, a de Paris avançava 0,65% e a de Frankfurt valorizava 0,93%. O euro caía para US$ 1,1789, de US$ 1,1815 no fim da tarde de sexta-feira, e a libra estava em US$ 1,3827, de US$ 1,3835. Já na Ásia as Bolsas fecharam mistas, porém houve queda no setor de tecnologia em Hong Kong devido ao aperto regulatório chinês sobre o setor. O índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, terminou o pregão em baixa de 1,50%. Já em Tóquio, o Nikkei subiu 0,22%. O sul-coreano Kospi fechou em alta de 0,07% e o Xangai Composto se valorizou 0,33%. Na Oceania, o S&P/ASX 200 avançou 0,25% em Sydney. Às 7h16, o dólar estava em 110,10 ienes, de 109,87 ienes no fim da tarde de sexta-feira.

.

Yuri Pasini

Trader Mesa Câmbio do Travelex Bank

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Cautela pré-Fomc pesa sobre Bolsas no globo

Em dia de vencimento de opções, NY fechou em baixa, com o retorno das incertezas sobre o ritmo de retomada econômica.

Evergrande e nova Guerra Fria

Semana passada já tinha sido de grande tensão, mesmo considerando a capitulação do presidente Bolsonaro em atacar o STF e o TSE.

Últimas Notícias

Startup lança soluções para indústrias e pequenas e médias empresas

ReFact aposta em tecnologia própria inovadora para agilizar e unificar informações dos clientes no e-commerce.

Produção de cerveja retoma ao patamar de 2014: 14,1 bi de litros

Número de brasileiros que apreciaram uma cerveja em casa saltou para 68,6% em 2020, ante os 64,6% de 2019, de acordo com a Kantar.

Bem Brasil Alimentos acelera exportações de batatas pré-fritas

Indústria mineira realizou embarques para Bolívia, Uruguai e Estados Unidos e projeta quadruplicar o volume de vendas em 2021.

Vale cancela ações em tesouraria sem reduzir o valor do capital social

O Conselho de Administração da mineradora Vale aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da companhia adquiridas em programas de recompra anteriores...