Outro lado

“Levianos”, “mentirosos”, “engodo”, “desastre”, “míopes”, “vendedores de mazelas”. Quem ouviu o desabafo em tom apoplético do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Renato Navarro Guerreiro, esta semana, por um instante pensou que Guerreiro, finalmente, vocalizava a indignação dos usuários contra os precários serviços das agências que deveria fiscalizar. Mas qual nada. Tratava-se de aplicar aos críticos da privatização das telecomunicação – noves fora as suspeitas de maracutaia que rondam o negócio – o rigor que deveria reservar para empresas que tratam com arrogância e desleixos seus usuários.

Fazendo escola
Ao estender a escolas pública de todo o país o acesso à Internet via cabo (banda larga), o ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, presta um duplo serviços: aos alunos e às escolas – embora muitas sequer tenham profissionais habilitados para operar computadores – e às concessionárias. Estas, com esse formidável número de novos clientes, ganham um generoso reforço de escala para uma tecnologia recém-implantada no país e cujo preço dos serviços é bem mais salgado do que o acesso convencional por telefone.

Pluralismo
O Sindicato dos Jornalistas de Brasília propôs, em carta ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a criação de uma Agência Sul-Americana e Caribenha de Informação e Comunicação. O objetivo, segundo o sindicato, é contribuir para democratizar a informação na região e firmar um contraponto à propaganda monolítica do neoliberalismo. Chavez, que acolheu com interesse a proposta, prometeu divulgá-la entre os jornalistas venezuelanos. Os jornalistas brasilienses observam que a criação da agência vai ao encontro da proposta do presidente venezuelano de formar uma confederação de  países sul-americanos e caribenhos.

Auto-ajuda
Os interessados em apoiar a campanha Teleton 2000, organizada pela Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) para arrecadar fundos para construção de hospitais, acabam contribuindo, compulsoriamente, para empresas supostamente benemerentes. Ao ligar para o serviço 0500 – recém-regulamentado pela Anatel para este tipo de campanha – o usuário não se limita a fazer doações, que variam de R$ 5 a R$ 15 à AACD. Por cada ligação, as concessionárias – Telemar, Telefônica, Brasil Telecom, Sercomtel, CRT e CTBC – abocanham R$ 0,27.

Bola fora
Embora pouca gente se lembre, o técnico Wanderley Luxemburgo, ora envolvido com acusação de sonegação de Imposto de Renda, é filiado ao PPS. Pelo visto, estar em dia com o Fisco não parece ser quesito indispensável para filiação ao partido. Em passado não muito distante, o presidenciável Ciro Gomes também viu-se às voltas com o Leão, que o acusava de relações, digamos, pouco transparentes com o Beach Park, que concedia a Ciro o uso de carro não listado em sua relação de bens.

Passado
A propósito da escalada militarista dos Estados Unidos na Colômbia, os que não apagaram o passado do presidente FH de sua mente juram: na juventude ele era contrário à Guerra do Vietnam.

Conta
O número é simbólico: dados divulgados pelo Banco Central mostram que há 171 bancos em operação no país.

Cena
O presidente do BNDES, Francisco Gros, negou a existência de um racha na equipe econômica sobre o futuro da cobrança da CPMF. Ele voltou a afirmar que o tributo, com qualquer que seja a alíquota, é incompatível com a existência de um mercado de capitais ativo no Brasil. Gros disse que a eliminação da CPMF é uma prioridade do governo, mas não é a única. “A manutenção de um equilíbrio fiscal, que viabilize a estabilidade da moeda, é outra condição também fundamental”, disse. Tradução: o imposto fica, mas Gros não deixa de fazer uma média com o setor financeiro.

Artigo anterior“Orange”
Próximo artigoPromoção
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Brasil: 3º maior em descomissionamento offshore em 10 anos

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1584/21 que propõe regras para o desmonte e a reciclagem de embarcações e de instalações...

Eve faz parceria para acelerar soluções de mobilidade aérea urbana

A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc (Eve), da Embraer, e a Skyports, companhia líder no segmento de vertiportos, anunciaram nesta segunda-feira uma parceria...

UE promete tolerância zero em relação a fraude

A Comissão Europeia vai ter “tolerância zero” em relação à fraude e às “desconformidades” na utilização dos fundos europeus por parte dos 27 Estados-membros...

Primeiros REITs da China começam a ser negociados

O primeiro lote de fundos de investimento imobiliário em infraestrutura (REITs, sigla em inglês) da China começou a ser negociado nesta segunda-feira, com cinco...

Investimento estrangeiro direto recua 20 anos no Brasil

Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED), devido a crise da Covid-19, despencaram globalmente em 35% em 2020, ao passarem de US$ 1,5 trilhão...