Overdose

Embora nos últimos anos 60% dos russos ricos tenham sido vítimas de atos criminosos, a violência e atos terroristas não são as maiores fontes de preocupação dos novos milionários daquele país. Cerca de 50% temem que seus filhos se tornem viciados em drogas, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais (IPS) da Academia das Ciências da Federação Russa, que constatou que esse receio só perde para o medo de problemas com a própria saúde, apontado por 75% dos entrevistados como sua maior preocupação, enquanto 30% revelaram que seu maior medo é a solidão.

Sobe e desce
Nos últimos nove anos a economia do México dobrou de tamanho. O PIB passou de US$ 310 bilhões para US$ 625 bilhões. Segundo o governo mexicano, dobrou também a renda per capita, a mais alta da América Latina (US$ 5,9 mil). O México é a nona economia mundial. No mesmo período – coincidentemente, o do Plano Real – o PIB brasileiro encolheu: de US$ 705 bilhões para US$ 493 bilhões no ano passado. A renda per capita do brasileiro caiu de US$ 4,4 mil para US$ 2,8 mil.

Gota dӇgua
O parecer do procurador-geral da República, Claudio Fonteles, contra a medida provisória (MP) que concedeu status de ministro ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, não é o único petardo contra a pretensão do presidente Lula de garantir foro especial a Meirelles em caso de julgamento judicial. Ontem, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) aprovou moção de repúdio à MP. “A medida provisória que aqui cuidamos parece-nos ter sido a gota d”água na paciência jurídica de todos nós”, criticou o conselheiro federal pela Bahia Arx Tourinho, relator da matéria na OAB.

E agora, Meirelles?
A queda do preço do barril de petróleo abaixo de US$ 48 nos mercados futuros coloca pergunta obrigatória para o Comitê de Política Monetária (Copom): em sua próxima reunião, a nomenclatura vai insistir em que a Petrobras deve elevar, logo, os preços dos combustíveis?

Vem pra Caixa
A Caixa arrumou um intermediário na liberação de crédito para micro e pequenas empresas. A BSCM Microfinanças, empresa de microcrédito, anuncia que fechou um acordo com a Caixa Econômica Federal que lhe permitirá trabalhar uma linha de crédito de R$ 3 milhões. Com essa parceria, a empresa vai ficar interligada com ao banco, através de um sistema que analisa a liberação ou não do crédito.

Seletivo
Ativo na crítica ao uso da mistura – perigosa – de religião com política nas eleições do Rio, um “jornalão” do Rio não emitiu uma única palavra de condenação quando o mesmo ocorre na eleição dos Estados Unidos. Vai ver, fundamentalismo evangélico em inglês é mais palatável.

Mídia
Mauro Salles será o homenageado do próximo Happy Hour Empresarial que a Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB Rio), dia 22. Um dos mais importantes publicitários brasileiros, jornalista e bom-papo, Salles estará no Restaurante Panorâmico (torre do Edifício Candido Mendes, Centro do Rio). Ele foi o principal redator do Código Brasileiro de Auto-regulação Publicitária, cujo texto criou o Conar, entidade coordenadora da ética da propaganda no Brasil. Dentre os prêmios que recebeu destacam-se: Homem de Propaganda 1970, Publicitário do Ano 72  e Homem de Vendas e Publicitário da Década 71/80. Mauro Salles é presidentes da InterAmericana Ltda. e vice-presidente do Conselho Superior da Publicis Salles Norton.

Competitivo
Empresários debaterão como melhorar a competitividade no país no II Congresso Internacional Brasil Competitivo, em São Paulo, no próximo dia 23. O Movimento Brasil Competitivo divulgará os dados da pesquisa do índice de competitividade dos estados brasileiros e lançará a Bienal Brasileira de Design e Inovação 2005. O congresso ocorrerá no Gran Meliá WTC (Av. Nações Unidas, 12.559).

Artigo anteriorCombustível verde
Próximo artigoCortando a onda
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

Ibovespa futuro sobe no momento, mas com muita cautela

No exterior, Bolsas globais recuam em meio a preocupações com a inflação nos EUA.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.