Paes leva Kassab para visitar obras do VLT

O prefeito Eduardo Paes recebeu o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, nesta segunda-feira, para visita às obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), na Praça Mauá, de onde embarcaram na Parada dos Museus e seguiram até a Parada Utopia. A primeira etapa do sistema já entrou em fase de testes e iniciará a operação em abril. O trecho vai ligar a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont, com 18 paradas e uma estação. A segunda etapa, Central-Barcas, deverá entrar em operação no segundo semestre. Antes da visita ao VLT, Kassab conheceu a Nova Praça Mauá e o Museu do Amanhã.

A implantação do VLT tem custo de R$ 1,157 bilhão, sendo R$ 532 milhões com recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade e R$ 625 milhões viabilizados por meio de uma parceria público-privada (PPP) da Prefeitura do Rio.

– É impressionante lembrar o que era essa região há um tempo e o que é hoje. Com esse museu, o VLT e com a conclusão das obras de reurbanização, o Rio de Janeiro se transforma e tem um novo marco. Além disso, aqui tem investimento da União, da prefeitura e capital privado, em um modelo de parceria moderno que é o que deve acontecer no dia de hoje – disse o ministro.

Com capacidade para 420 passageiros por composição, o sistema poderá transportar até 300 mil passageiros por dia na operação plena. Ao todo, serão 29 paradas abertas e três estações fechadas (Rodoviária, Central e Barcas). A velocidade média é de 15 km/h. Modal integrador, ele conectará trens, metrô, barcas, teleférico, BRTs, ônibus convencionais, rodoviária, terminal de cruzeiros marítimos e aeroporto em malha que vai funcionar de segunda-feira a domingo, 24 horas por dia.

O VLT será integrado ao Bilhete Único e terá um novo modelo de pagamento: a validação voluntária. Durante as viagens, fiscais estarão de prontidão nos trens para garantir o pagamento dos bilhetes.

– Em todas essas paradas as pessoas terão a possibilidade de comprar nos terminais de autoatendimento bilhetes para usar dentro do trem. A passagem vai custar R$ 3,80, que é o preço do Bilhete Único Carioca, dando direito a uma viagem do VLT e mais uma em outro modal de transporte – explicou o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), Alberto Silva.

O VLT é um veículo ecologicamente correto, uma vez que utiliza um sistema próprio de geração de energia pelo solo para circular e não utiliza combustível fóssil, não emitindo gases tóxicos. Outra característica é a presença de três mecanismos de freio: mecânico, motor e de emergência. Além disso, os veículos possuem ar-condicionado de última geração e piso rebaixado, o que garante uma melhor acessibilidade aos vagões.

As estações e paradas ficarão a cerca de 20 centímetros de altura e serão adotadas rampas suaves e antiderrapantes para facilitar o acesso das pessoas com deficiência. Cada plataforma contará com acesso nas extremidades e será dotada de linha de piso podotátil (próprio para deficientes visuais) em toda a sua extensão, além de locais especiais para cadeiras de rodas com cinto de segurança.

Para o paratleta recordista brasileiro em lançamento de dardo, Jonas Licurgo, que também acompanhou a visita e testou a acessibilidade do VLT, o novo transporte está aprovado:

– Foi uma experiência muito bacana, a acessibilidade é muito boa e não encontrei nenhuma dificuldade. A distância da plataforma para o veículo é mínima e a rampa é bastante leve, não é íngreme, sem contar que ele não balança, o que é muito importante pra os cadeirantes. Outro ponto positivo são os botões de acionamento das portas e os validadores dos bilhetes, que ficam em uma altura adequada para as pessoas com deficiência alcançarem com independência. Com certeza, esse é um legado muito especial para a cidade.

Artigos Relacionados

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Vereador quer saber quando Prefeitura do Rio pagará 13º

Chico Alencar questiona Eduardo Paes se há expectativa de novos atrasos em 2021.

Roubos de carga no Rio registram queda de 37% ante 2020

Os 363 registros de roubo de carga no estado do Rio de Janeiro representaram queda de 37% em janeiro em relação ao mesmo mês...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

PEC fiscal e lockdown ficam no radar em dia de PIB

Em Nova Iorque, as pressões dos treasuries e a queda das companhias de tecnologia tiveram forte impacto nas Bolsas.

Planta da BRF é habilitada a exportar empanados para Omã

Companhia informou que sua unidade de Toledo foi habilitada pelo governo do país árabe a exportar empanados de frango.

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.