Pais: faturamento aumentou 28,9% em lojas PMEs físicas

Já no comércio eletrônico, crescimento foi 2,37% em relação ao mesmo período do ano passado.

O faturamento médio das pequenas e médias empresas (PMEs) nas lojas físicas da semana do Dia dos Pais dentro da base de clientes do Bling, sistema de gestão virtual do grupo Locaweb, aumentou 28,9% neste ano em relação ao mesmo período do ano passado com crescimento de 36,33% no número de notas fiscais emitidas. Já no varejo eletrônico, a data teve faturamento médio 2,37% maior e o número de notas fiscais emitidas cresceu 22,22%. “Esse resultado já era previsto e estamos satisfeitos com o fato da economia estar dando sinais de melhora. Isso cria boas perspectivas para os nossos clientes nas vendas das próximas datas comemorativas”, afirma Marcelo Navarini, COO do Bling.

A melhor performance no comércio físico se deve ao aumento gradual da economia impulsionada pela vacinação, que fez com que a população se sentisse um pouco mais confortável a fazer compras este ano. No entanto, o tíquete médio no comércio físico caiu 6,18% e, no eletrônico, 14%.

O gradativo crescimento do varejo, desde o início da pandemia, trouxe um incremento significativo das vendas nesta temporada de Dia dos Pais. De acordo com dados da Dito, empresa de CRM para o mercado de varejo omnichannel, as compras para a data contaram com um crescimento de 171% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Dito realizou um levantamento das compras efetuadas entre os dias 18 de julho a 8 de agosto de 2020 e 17 de julho a 7 de agosto de 2021 com 114 marcas dos segmentos de vestuário, calçados, acessórios, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, alimentos e presentes. A partir dessa análise, o levantamento ainda indicou um aumento de 407% em receita na comparação com o Dia dos Pais do ano passado. Além disso, este ano, 76% da receita foi originada por pessoas que já tinham contato com as marcas, um aumento de 9% em comparação com 2020.

“Além da gradativa retomada do comércio físico e do sucesso das vendas online, acreditamos que o bom desempenho esperado para este Dia dos Pais se deve às estratégias de retenção. Isso porque nossos dados mostram que mais de 44% das compras feitas para a data foram efetuadas por clientes que já mantinham algum nível de contato com as marcas, sendo estes os responsáveis por mais de 70% da receita obtida do período. Logo, não é exagero dizer que para alcançar bons resultados é preciso investir em relacionamento. Afinal, essa ainda é a melhor maneira para saber quando, como e onde impactar os consumidores da maneira certa”, afirma Pedro Ivo, sócio-diretor da Dito.

Leia também:

Setor de serviços cresceu 1,7% em junho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Em um ano, Brasil perdeu 1,2 milhão de empresas

Entre abril de 2021 e o de 2022, Ltdas. e S/As foram as que mais fecharam; MEIs, apesar da proliferação, caíram 7,2% no período.

Rio restabelece parte dos serviços hackeados

Sistemas fazendários continuam fora do ar.

Preço dos medicamentos recuou 0,74% em julho

Após avançar 1,32% em junho, queda mensal observada foi inferior à variação do IPCA/IBGE.

Últimas Notícias

Fux suspende decisão que tornava Eduardo Cunha elegível

Com isso, ex-presidente da Câmara não poderá se candidatar.

Em um ano, Brasil perdeu 1,2 milhão de empresas

Entre abril de 2021 e o de 2022, Ltdas. e S/As foram as que mais fecharam; MEIs, apesar da proliferação, caíram 7,2% no período.

Rio restabelece parte dos serviços hackeados

Sistemas fazendários continuam fora do ar.

Preço dos medicamentos recuou 0,74% em julho

Após avançar 1,32% em junho, queda mensal observada foi inferior à variação do IPCA/IBGE.

Vestuário e calçados têm desempenho positivo entre redes de moda

Dia dos Pais impulsionou desempenho do setor; mercado de roupas usadas pode ultrapassar varejo de moda em 2024.