Palestina e Israel iniciam troca de reféns

Primeiros 13 reféns israelenses foram libertados, assim como 39 palestinos, sendo 24 mulheres e 15 menores

44
veículo da cruz vermelha com prisioneiros palestinos
Veículo da Cruz Vermelha com prisioneiros palestinos (foto de Ayman Nobani, Xinhua)

Ônibus que transportavam cerca de 39 prisioneiros palestinos partiram na noite de sexta-feira da prisão israelense de Ofer, localizada perto da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, confirmou o correspondente da agência de notícias Xinhua no local. É o primeiro passo na trégua entre Palestina e Israel.

Os 39 palestinos, incluindo 24 mulheres e 15 menores, foram libertados como parte de um acordo de trégua mediado pelo Catar entre Israel e o Hamas, informou a mídia local, referindo-se à primeira trégua humanitária temporária entre as duas partes em conflito na Faixa de Gaza, que entrou em vigor às 7h, horário local (2h de Brasília), desta sexta-feira.

Os palestinos foram presos por Israel em Gaza, sem acusação formal e poderiam ficar detidos por até 10 anos.

Segundo o acordo de cessar-fogo de quatro dias, o Hamas libertará pelo menos 50 reféns de Gaza em troca de cerca de 150 palestinos detidos libertados das prisões israelenses.

Espaço Publicitáriocnseg

Também na sexta-feira, o primeiro grupo de 13 reféns israelenses, todos crianças e mulheres, foi enviado de Gaza para o Egito.

crianças em gaza: trégua na guerra entre palestina e israel
Crianças em Gaza (foto de Rizek Abdeljawad, Xinhua)

A Cruz Vermelha Internacional confirmou que suas equipes começaram a realizar uma operação de vários dias para facilitar a libertação e a transferência de reféns mantidos em Gaza e de detidos palestinos.

Um porta-voz confirmou que 24 reféns foram transferidos para fora de Gaza e entregues às autoridades egípcias na passagem da fronteira de Rafah. Ele disse que os libertados estavam acompanhados por oito funcionários do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em um comboio de quatro carros.

Leita também:

Desemprego em Gaza atinge 70%; economia de Israel derrete | Monitor Mercantil

Vários cidadãos tailandeses foram libertados fora do acordo de trégua entre Israel e o Hamas e estão saindo de Gaza com a Cruz Vermelha, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, Majed Al-Ansari, em uma publicação no Twiterr-X. As informações são da Agência Brasil.

“A dor profunda que os membros da família separados de seus entes queridos sentem é indescritível. Estamos aliviados com o fato de que alguns serão reunidos após uma longa agonia”, disse Fabrizio Carboni, diretor regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para o Oriente Próximo e Médio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui