Pantomima do Governo do Rio no Caso Marielle

Encontrar os atiradores, se confirmadas as investigações, é um passo importante. Colocar em segundo plano o mandante é inaceitável.

A dois dias de completar um ano da execução de Marielle Franco, data que será marcada por manifestações nas ruas, o Governo do Rio de Janeiro apresentou um espetáculo que fica entre a farsa e o burlesco para tentar esvaziar os protestos e faturar politicamente.

O tiro, e perdoem o trocadilho infeliz, saiu pela culatra. O desconforto do delegado em esclarecer a pergunta mais simples – qual a motivação do crime – era tão evidente que podia ser visto pelo rádio. “Ódio, ele tinha ódio”, balbuciava o policial da Delegacia de Homicídios, ao lado de um governador ávido por aparecer nas imagens.

Ninguém duvida que quem matou a vereadora e o motorista Anderson Gomes era um assassino frio e perito em execuções. Mas achar que alguém vai engolir a versão de que ele cometeu o crime motivado por ódio é duvidar da inteligência alheia. “Falar em crime de ódio é inaceitável”, dispara o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

A presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, fez duras críticas à “falta de solução para o assassinato”. “Após um ano de investigação, é uma vergonha para o Brasil que o caso ainda não tenha sido totalmente esclarecido”, afirmou.

Encontrar os atiradores, se confirmadas as investigações, é um passo importante. Colocar em segundo plano o mandante é inaceitável.

 

Disque M para matar

Bolsonaro podia passar sem esse incômodo vizinho.

 

Negócio fechado

No mundo róseo das startups, poucos ousam falar dos fracassos. Mas uma a cada quatro empresas inovadoras fecha as portas antes do primeiro ano de funcionamento, e 50% não sobrevivem aos quatro primeiros anos.

Levantamento da consultoria de RH Randstad assegura que a hora de profissionalizar a operação e contratar um time especializado para fazer o negócio rodar a todo vapor é uma grande armadilha para muitos negócios.

 

Distância

A divulgação da primeira prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), da FGV, confirma o descolamento entre preços ao produtor e ao consumidor, embora a diferença tenha diminuído em relação aos meses anteriores.

O índice cheio subiu 0,71%, mas o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) – um dos que integram o indicador geral – subiu 0,90%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) variou 0,47%, praticamente a metade do aumento sentidos pelos produtores.

 

Seguro emergente

Os prêmios de seguro dos mercados emergentes devem dobrar nos próximos dez anos, sendo que a China será a líder desse segmento no mundo na década de 2030. De um modo geral, haverá a transferência do poder econômico do oeste para o leste.

A estimativa consta de estudo da resseguradora Swiss Re, que avaliou o potencial de mercado dos países emergentes, denominado “Emerging markets: the silver lining amid a challenging outlook” (swissre.com/institute/research/sigma-research/sigma-2019-01.html)

Apesar dessa visão otimista, problemas são apontados: envelhecimento populacional, vulnerabilidade a trocas comerciais, volatilidade financeira, baixa produtividade e endividamento (interno e externo). A situação mais complicada do Brasil é o endividamento, destaca o consultor Francisco Galiza.

 

Perto do perigo

O PM acusado de matar Marielle morava no mesmo condomínio (e na mesma rua) em que mora o presidente Bolsonaro. Na casa do policial foram encontrados explosivos. Se acontece isto com a família presidencial, cabe verificar qual segurança está sendo oferecida à população brasileira.

 

Rápidas

Nesta quarta-feira, a Diretoria de Mulheres da OAB/RJ e a Comissão OAB/Mulher promovem o evento “Igualdade de gênero – Dia Internacional da Mulher”, na sede da entidade (Avenida Marechal Câmara, 150, 4º andar) *** Ainda celebrando o Dia Internacional da Mulher, a Fiesp realizará, neste domingo, “O poder do empreendedorismo feminino”, série de oficinais gratuitas para mulheres empreendedoras ou que sonham em empreender. Inscrições gratuitas: bit.ly/2VTNvHH *** Neste final de semana, o Caxias Shopping recebe o ônibus do Busucão (sábado), com uma feira de adoção de animais e campanha de vacinação, e a Feira Caxias Shopping (domingo), com produtos sem agrotóxicos *** A Feira de Artesanato está de volta ao Passeio Shopping, até sábado *** No sábado, das 9h às 13h, acontece mais uma edição do Unisuam em Ação. O Bangu Shopping será palco do evento, que oferecerá acesso a serviços gratuitos de utilidade pública, além de orientação vocacional e palestras sobre carreiras.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

S&P aumenta nota de crédito da Petrobras

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings (S&P) elevou a nota de crédito da Petrobras. A nota de crédito stand-alone (risco intrínseco)...

Movida supera as expectativas e ações sobem 8%

A Movida, empresa de locação de veículos, gestão e terceirização de frotas e vendedora de semininovos, reportou lucro líquido ajustado de R$ 174 milhões...

BNDES financia Norflor no combate ao efeito estufa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concederá financiamento será concedido à Norflor Empreendimento Agrícolas no valor de até R$ 27,4 milhões,...

Uma criptomoeda 100% brasileira

Uma parceria entre as startups Stonoex e AMZ viabilizou o lançamento da criptomoeda brasileira ZCO2. É uma criptomoeda que prevê a proteção da Amazônia...

Aumenta investimento estrangeiro em Xangai

O investimento estrangeiro integralizado em Xangai registrou um aumento anual de 21,1% no primeiro semestre de 2021, anunciaram autoridades locais. A utilização real do...