33.2 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 16, 2021

Para cima

De grão em grão, as concessionárias de rodovias federais enchem o papo. Na Ponte Rio-Niterói, o pedágio aumenta nesta terça-feira de R$ 3,20 para R$ 3,40. O aumento autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi de 4,13%, o que elevaria a tarifa para R$ 3,33. A ANTT poderia argumentar que arredondou para cima porque no reajuste de 2005 fizera o arredondamento para baixo. Não foi isso, porém, o que aconteceu. Em 2005, o arredondamento – ainda que mínimo de R$ 0,001 – também aumentou o pedágio acima do índice contratual. Agora, o usuário da ponte pagará, durante um ano, R$ 0,07 a mais do que o devido. Levando-se em conta um tráfego de 100 mil veículos por dia, pingarão nos cofres da concessionária R$ 2,5 milhões em 12 meses.

Pole position
O usuário das rodovias não é punido apenas no arredondamento. Os reajustes autorizados, tanto para a Ponte Rio-Niterói (4,13%), quando para a Rodovia Dutra (4,84%), são superiores ao IPCA (índice oficial de inflação) e ao IGP-M acumulados nos últimos 12 meses, que ficaram em 4,03% e 1,39%, respectivamente.

Blindagem
A insegurança obrigou 53% das 120 empresas de médio e grande porte de todo o país, ouvidas em pesquisa anual da Hewitt Associates a colocarem carros blindados à disposição de seus presidentes; 20% estendem o mesmo benefício aos diretores; deste universo, 16% já têm seguranças particulares contratados para acompanhar seus presidentes – para 90% deles, inclusive, nos finais de semana. “Um reflexo da violência nos grandes centros, a segurança patrocinada pelas empresas é uma condição para que muitos executivos aceitem trabalhar no Brasil”, analisa Thais Blanco, consultora sênior da Hewitt e responsável pela pesquisa.

Coração
A Pesquisa de Benefícios da Hewitt mostra também que as empresas estão mais preocupadas com a saúde: em 60% é possível optar por um plano de saúde melhor, com o funcionário arcando com a diferença – 30% a mais do que apontavam os dados no ano passado. Além disso, aumentou o direito a check up, agora também disponível para os níveis de supervisão e coordenação, sem idade mínima.

Juros
O crédito consignado colaborou para que as empresas ouvidas pela pesquisa reduzisse os benefícios – como juros subsidiados – em empréstimos concedidos aos empregados. A maioria, agora, busca acordos com os bancos com que opera para negociar taxas menores para seus funcionários.

Leão rigoroso, mas parcial
A decisão do Ministério das Finanças português de publicar na Internet (www.e-financas.gov.pt) a lista dos contribuintes com dívidas ao Fisco provocou um rebuliço em terras lusas. Estão na rede pessoas físicas e empresas. Apenas 288 nomes, porém, estão na listagem. A pequena quantidade chama mais atenção porque, ao contrário do Brasil, vão para a lista negra portuguesa mesmo os contribuintes que tenham impugnado a liquidação ou que tenham pedido para pagar em prestações a dívida. Somente quando a dívida for regularizada ou quando o contribuinte apresentar garantia para o seu pagamento, o seu nome sai da rede.
Além disso, semana passada, o Ministério das Finanças disse já ter notificado 3.998 contribuintes com dívidas ao fisco, num valor global de 1,7 bilhão de euros, dos quais apenas 3,3 milhões de euros foram quitados. Na lista na Internet constam apenas 7% dos devedores, com débitos de 130 milhões de euros.
Há 15 cidadãos com débito superior a 1 milhão de euros. Porém, nenhuma empresa tem dívida acima de 1 milhão; apenas cinco devem ao Fisco entre 500 mil euros e 1 milhão de euros. O que suscitou a pergunta em Portugal: o Leão está protegendo alguém?

Imóvel mundial
Nesta terça será lançado o primeiro site imobiliário de alcance global. Pessoas em todo o mundo poderão pesquisar e ver imóveis à venda em qualquer lugar por meio de um banco de dados especializado e com vídeos das propriedades, criados por usuários. Viewr.com é o nome do site. “O marketing de imóveis residenciais já não é mais local ou regional, mas global com a utilização da Internet como plataforma”, diz Karl Lingenfelder, CEO da Viewr Corporation.

Artigo anteriorDespesa extra
Próximo artigoGeraldo maoísta
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.