Parem de chamar o povo de fascista

O discurso democracia x ditadura é abstrato para o povo que acorda às 4h, pega três conduções para chegar ao...

O discurso democracia x ditadura é abstrato para o povo que acorda às 4h, pega três conduções para chegar ao trabalho, ganha mal – se não estiver entre os 25 milhões de desempregados ou subempregados – foi educado pela TV e, agora, pelas fake news das redes sociais. Tentar enxergar no voto em Bolsonaro um apoio à ditadura é um engano, assim como seria erro Haddad sair em campanha tendo como centro a democracia.

Os conceitos só ganham sentido quando transformados em emprego, educação, saúde, segurança. Tudo que demanda mais recursos públicos. Mais, não menos, Estado, no concreto, não no embate apenas ideológico. Essa é a demanda, consciente ou de expectativas, da esmagadora maioria do eleitorado.

É preciso que os dois candidatos venham ao debate explicar quais são suas posições sobre estes temas concretos. Priorizar o debate ideológico genérico é fazer o jogo de quem não tem qualquer proposta para melhorar a vida dos brasileiros e desenvolver o país. Que os políticos se sintonizem com o povo, em vez de xingá-lo de fascista, que 99% nem sabe o que significa.

 

Barril de Trump

A alta das cotações do petróleo podem afetar os planos de Trump nos EUA. A Mapfre Investimentos destaca que a elevação tirará poder de compra dos consumidores quando estes forem votar na eleição para Câmara e Senado, mês que vem. Diante disso, o Partido Republicano enfrentará dificuldade para conquistar maioria no Congresso.

O barril de petróleo atingiu o maior valor desde 2014. Com os estoques dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) abaixo da média dos últimos cinco anos, a alta parece que terá continuidade.

Os preços devem afetar igualmente as economias emergentes. Junto com a valorização do dólar, constituirão uma combinação perversa para a evolução dos preços ao consumidor. Ambos os efeitos terão repercussões relevantes em 2019, prevê a gestora de investimentos do grupo espanhol Mapfre.

 

Pimenta no olho dos outros

O setor de construção paulista pede algumas ações do governo para reativar as obras: uma gestão fiscal responsável – com isso, segundo os empresários, poderá baixar ainda mais os juros; reforma da Previdência; uma reforma tributária; e um Estado enxuto e eficiente.

Mas há limites nesta agenda reformista. Eles começam quando chega ao próprio setor. Para eles, querem destinação crescente de recursos do Orçamento para o Programa Minha Casa Minha Vida; a retomada das obras de infraestrutura paradas; uma arquitetura financeira atrativa que estimule as concessões e as parcerias público-privadas; e a construção de novas unidades de saúde, educação, saneamento e prisionais.

Estado mínimo para quem, cara-pálida?

 

Luta multiplicada

Taliria Petrone (deputada federal), Renata Souza, Mônica Francisco e Dani Monteiro (deputadas estaduais), todas do PSOL do Rio de Janeiro, foram eleitas neste domingo. A primeira entrou na política inspirada por Marielle Franco; as outras três foram assessoras da vereadora assassinada em março em um atentado político sem solução.

 

Rápidas

O Instituto Brasileiro de Direito Administrativo (IBDA) e o Instituto de Ciências Jurídico-Políticas de Portugal (ICJP) realizam dia 16, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, o evento “Direito Administrativo nos 30 anos da Constituição Brasileira de 1988: um diálogo Luso-Brasileiro”. Programação em: https://www.icjp.pt/conferencias/16497/programa *** Nesta terça-feira, a partir das 18h, o West Shopping realiza baile com a Banda Aeroporto *** A 3ª Seção Regional do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon) realizará, no Rio, no próximo dia 16, palestra sobre os impactos da revolução tecnológica nos serviços de auditoria. Informações: www.ibracon.com.br *** Mauro Kern, vice-presidente Executivo de Operações da Embraer e líder da MEI-CNI (movimento que visa estimular a estratégia inovadora das empresas brasileiras), participará da 3ª edição do Congresso de Inovação FEI – Megatendências 2050, de 16 a 18 de outubro. Informações: www.fei.edu.br/congressodeinovacao/ *** Na semana das crianças, o Passeio Shopping promove a Oficina de Empada *** As novas demandas e expectativas em relação ao ensino compõem o principal tema do Painel Inovação na Educação: a Oportunidade de Incluir, nesta terça-feira, às 18h30, no CO.W. Coworking Berrini (Rua Jaceru, 225, São Paulo – SP).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Tesouro: Queda do investimento líquido em ativos não financeiros

O Tesouro Nacional informou nesta sexta-feira que no 2º trimestre de 2021, a necessidade líquida de financiamento do Governo Geral alcançou 7,1% do PIB,...

Leilão de Excedentes da Cessão Onerosa terá sucesso?

Após a realização da 17ª Rodada de Licitações de Blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural no último dia 7, considerado...