31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Passivo

O governador de Minas e pré-candidato à Presidência da República, Itamar Franco (PMDB), reagiu com ironia às pesquisas eleitorais divulgadas nos últimos dias que o colocam em queda. “Do jeito que esse pessoal vai, eu vou acabar devendo”. De acordo com a pesquisa CNT/Sensus, Itamar passou de 9,1% das intenções de voto em dezembro para 3,8% em janeiro (margem de erro de três pontos percentuais).

Curto-circuito
A chegada da conta de luz no fim do mês promete ferver a paciência do carioca. Com a propagação da fábula, pela imprensa “chapa branca”, de que o racionamento acabou, muito consumidor vai ter taquicardia quando receber a cobrança no fim do mês. Na verdade, como já alertado há tempos pelo MM, o racionamento aumentou no verão, na medida em que, mesmo com a última revisão de meta, os consumidores terão, em pleno verão senegalês no Rio, praticamente, a mesma cota do inverno, tendo que reduzir seu consumo em 0,025%. Para quem optou pela comparação com o verão passado, o racionamento será, agora, de 14%. O mais curioso, porém, é que, apesar de a opção pela comparação com o consumo do inverno ser claramente desfavorável ao consumidor, na área atendida pela Ligh, 63% estão submetidos a essa meta.
Das duas, uma: ou os consumidores estão sendo induzidos pela jornalismo róseo a mais uma ilusão numérica ou a empresa não informou que, na hora da cobrança, valerá a maior cota.

Didatismo
Reunidos no 2º Fórum de Autoridades Locais pela Inclusão Sociais, 172 prefeitos de 29 países tiveram, ontem, uma lição prática do que um administrador, independentemente de coloração ideológica, não deve fazer: privatizar o setor elétrico, principalmente, sem exigir um programa de investimento das concessionários, bem como fiscalizar seu cumprimento. Durante a manhã, Porto Alegre ficou às escuras, vítima de mais um blecaute, praga recorrente no governo FH.

Tributos
Impostos, que oneram os custos de produção e de investimentos no país, e questões de infra-estrutura, como a escassez de energia elétrica, são dois temas da pauta do novo presidente da Associação Brasileira do Alumínio (Abal), João Beltran Martins, eleito para o biênio 2002-2003. Beltran, que também é presidente da Alcan Alumínio do Brasil Ltda., comandará um setor com faturamento anual de US$ 6,7 bilhões, que emprega cerca de 49 mil pessoas, recolhe cerca de US$ 700 milhões em impostos e tem uma participação de 3% no PIB industrial brasileiro. Além disso, gera exportações anuais de US$ 2 bilhões. Com uma produção de 1.130,7 mil toneladas de em 2001, o Brasil ocupa a sexta posição no ranking mundial de alumínio primário.

Boi no pasto
A polícia argentina iniciou na manhã de ontem uma série de batidas em casas de câmbio no Centro de Buenos Aires para verificar a legalidade das operações realizadas. Cerca de 50 policiais checaram a situação dos empregados, o cadastro dos clientes e o pagamento de impostos pelas casas de câmbio. A polícia também está fazendo averiguações entre os cambistas de rua de Buenos Aires. Qualquer semelhança com as ações da Polícia Federal durante o Plano Cruzado não dever ser coincidência.

União européia
A Comunidade Européia aproximou Alemanha de Portugal. Mas não do jeito que se imaginava. Ao contrário de Portugal se aproximar dos índices alemães, estes é que caminharam em direção aos números lusitanos, pelo menos na questão do déficit público. A Comissão Européia poderá advertir ambos os países por causa do alto déficit, o que aconteceria pela primeira vez desde a aprovação do Pacto de Estabilidade do bloco, em 1996. A Alemanha estaria com um déficit de 2,7% do Produto Interno Bruto, pelos cálculos da Comissão Européia, e está beirando o limite de 3% fixado pelo Pacto de Estabilidade. Portugal teve 2,2% de déficit em 2001, o dobro do que previa o governo de Lisboa.
Com um aumento de apenas 0,6% do PIB no ano passado, a Alemanha teve a taxa de crescimento mais baixa desde 1993, o que provocou déficit. Pelas previsões oficiais, o PIB também só deverá crescer 0,75% este ano.

Artigo anteriorLagoão
Próximo artigoSecreto
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.