Paulo Guedes e IPCA de novembro no centro dos holofotes

O dia de hoje é caracterizado por uma agenda de eventos mais arrefecida em âmbito internacional. Não obstante, o incômodo acerca da falta de consenso para um acordo entre Reino Unido e União Europeia conjuntamente com restrições frente ao avanço da Covid-19 intensificam as precauções nesta terça-feira. No que se refere ao mercado doméstico, as atenções irão pairar sobre o IPCA de novembro e também sobre o ministro da Economia perante a preocupante questão fiscal do país. Desse modo, espera-se que Paulo Guedes reafirme que a equipe econômica e o chefe do Executivo sejam contra quaisquer tentativas de flexibilização do teto de gastos. Depreende-se, ademais, que os ativos internos ficarão à mercê de correções externas. Voltando-se especificamente ao IPCA de novembro, analistas premeditam que o acumulado em 12 meses deve vir acima da meta de inflação de 2020 (4%) reacendendo o debate sobre inflação sem crescimento econômico no Brasil.

.

Pedro Molizani

Trader Mesa de Câmbio

Travelex Bank

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Artigos Relacionados

Bens duráveis: encomendas avançaram mais que o esperado em janeiro

Segundo analista, as revisões de dezembro foram altistas.

Mercados abrem mistos em dia de dados fiscais

Principais índices europeus fecharam em alta, mas avanço na vacinação e diminuição de casos contribuiu para mercados fecharem em alta.

Balanço melhor que o esperado da Petrobras anima mercado nacional

Hoje, no exterior, Bolsas mundiais operam sem direção única.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Bens duráveis: encomendas avançaram mais que o esperado em janeiro

Segundo analista, as revisões de dezembro foram altistas.

Coronavírus já contaminou 16% da população da capital paulista

Levantamento mostra aumento de 2 pontos percentuais em relação a janeiro.

Sem consenso, votação da PEC Emergencial é adiada para terça

Pesquisa revela que novo auxílio emergencial de R$ 200 não compensará a renda dos informais diante da atual pandemia no país.

IGP-M acumula inflação de 28,94% em 12 meses

Segundo FGV, taxa ficou em 2,53%, em fevereiro, após registrar 2,58% em janeiro.

Confiança do comércio tem leve alta em fevereiro

Segundo a FGV, é a primeira alta depois de quatro quedas consecutivas.