Payment View discute Open Banking, Cash management, Segurança e CBDC

A terceira edição do Payment View, encontro que vai debater o novo cenário dos canais de pagamentos em tempos de Pix e Open Banking, acontecerá no próximo dia 14, das 14h às 18h45 e reunirá alguns dos maiores especialistas no assunto.

De acordo com a diretora da Idea D e curadora do Payment View, Regina Crespo, a edição de 2021 acontece num momento absolutamente estratégico de definições para o ecossistema de pagamentos do país. “A popularização do Pix, a chegada do Open Banking, a consolidação das criptomoedas e as movimentações do varejo, tanto físico como digital, estão em pleno desenvolvimento. Desta forma, as decisões tomadas agora terão reflexo direto no nível de aproveitamento que as empresas alcançarão no futuro próximo. Acreditamos que o conteúdo gerado na programação contribuirá de maneira muito significativa para que os participantes escolham as melhores alternativas”, afirma.

A programação promovida pela Idea D, empresa de comunicação, marketing e eventos, conta com apoio do Monitor Mercantil e será realizada no formato online e gratuito, com inscrições pelo site do evento.

Com início programado para às 14h, a primeira palestra será sobre Pagamentos Instantâneos e Open Banking e como essas tecnologias possibilitam novas oportunidades de negócios. Na sequência, os participantes acompanharão uma avaliação completa sobre o potencial transformador do fenômeno Pix e um balanço dos primeiros meses de operação da plataforma e próximos passos para 2021.

A programação abordará também assuntos que impactam a cadeia de pagamentos sob diversos aspectos. No tema Varejo será discutido a crescente demanda de consumidores e lojistas por novas tecnologias.

Haverá ainda uma discussão sobre Gestão, cash management e serviços agregados que ajudam empresas e pessoas a organizarem suas finanças. Depois será abordado outro tema: Como garantir a confiabilidade das transações e a melhor experiência para consumidor será mais um tópico do evento.

A parte final da programação será um mergulho nas moedas digitais e nas oportunidades das criptomoedas. Na ocasião, será traçado panorama das CBDCs (Central Bank Digital Currency) e sua evolução no mundo e no Brasil.

Para o encerramento, uma discussão sobre como as criptomoedas podem ganhar espaço no mercado financeiro e conquistar a confiança do consumidor.

Artigos Relacionados

B3 lucra R$ 1,25 bi no trimestre, aumento de 22,5%

“As pessoas têm movimentado as suas carteiras em artigos de maior risco, mas quando olhamos mais adiante ainda há incertezas sobre a retomada econômica”....

Andrade Gutierrez diz que irá alienar os papéis da CCR

Os papéis da companhia de infraestrutura CCR puxavam as altas da B3 nesta sexta-feira após a Andrade Gutierrez Participações S.A. (AG Participações) anunciar intenção...

De olho na Eletrobras, setor privado não investe

Ação da estatal vale quase metade do que valia há 11 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Quase 80% não trabalham totalmente remoto na pandemia

Segundo levantamento sobre adaptação ao modelo de teletrabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente.

Tunísia pretende exportar 80 mil toneladas de frutas

País produz pêssegos, nectarinas, damasco, ameixa e estima aumento de 7% na safra de frutas em 2021; grandes importadores são Líbia, França e Itália.

Rio acaba com toque de recolher

Novas medidas têm validade até o dia 20 de maio; medidas podem ser revistas.