Payroll dos EUA devem movimentar os mercados globais hoje

Na agenda econômica local, destaques ficam para IGP-DI de julho e os dados de produção e vendas de veículos.

O mercado amanhece nesta sexta-feira com as atenções se voltam para o relatório de empregos (payroll) dos EUA de julho, que deverá direcionar os mercados globais nesta manhã. Além disso, em cenário de temores globais sobre possível recessão global, investidores olham também para falas de Thomas Barkin, presidente do Fed de Richmond. Na agenda econômica local, os destaques ficam para o IGP-DI de julho, indicador de inflação, e os dados de produção e vendas de veículos.

Por aqui, os negócios devem ser norteados pela reação global ao payroll americano, porém a divulgação do IGP-DI de julho também poderá movimentar os mercados, principalmente o de juros, que olhará também para a alta marginal nos juros das treasuries. No câmbio, é esperado que o real fique pressionado em função do dólar ganhando força contra moedas emergentes e ligadas a commodities, bem como contra seus principais pares.

Lá fora, os contratos futuros de petróleo operam em queda, com alta volatilidade, dando sequência aos fortes prejuízos das últimas duas sessões, motivados pela preocupação global com possível recessão, o que comprometeria a demanda pela commodity. Em Nova Iorque, os índices futuros acionários operam mistos, ao passo que tanto os rendimentos das treasuries quanto o índice DXY, que relaciona o dólar com as seis principais divisas, sobem. Investidores aguardam o payroll e o discurso de um dos dirigentes do Fed. Na Europa as principais Bolsas caem marginalmente após divulgação de dados de produção industrial na Alemanha virem pouco acima do esperado. Já na Ásia, as Bolsas fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, com mercado também aguardando o payroll americano e repercutindo a redução das tensões geopolíticas entre EUA e China, com o fim da viagem de Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos EUA, a Taiwan, que foi vista pela China como provocação americana.

.

Travelex

Leia também:

BC inglês adota maior alta dos juros desde 1995

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Cinco gigantes estatais chinesas abandonam Bolsa de Nova York

Anúncio ocorre em meio a tensão entre China e EUA; ações seguirão negociadas em Hong Kong e Xangai.

Magazine Luiza: ‘carnêzinho’ não tão gostoso

Enquanto venda virtual dispara, desempenho de lojas físicas deixa a desejar.

Por que as projeções do PIB estão sendo revistas para cima?

Crescimento melhora, mas deve perder ritmo ao final do ano e início de 2023

Últimas Notícias

Cinco gigantes estatais chinesas abandonam Bolsa de Nova York

Anúncio ocorre em meio a tensão entre China e EUA; ações seguirão negociadas em Hong Kong e Xangai.

Desemprego cai em 22 das 27 unidades da federação

Tocantins teve maior recuo no segundo trimestre do ano.

TCU encontra brechas na segurança de informação federal

Equipamentos pessoais constituem risco de entrada para ataques.

Brasilux entra no mundo do metaverso

Empresa cria evento com a apresentadora Renata Fan em auditório virtual.

Vendas do setor de cerâmica caem 14%

No primeiro semestre de 2022, o volume de vendas de revestimentos cerâmicos no mercado interno caiu 14% na comparação com igual período de 2021,...