‘PEC Kamikaze é insuficiente para reduzir custos de logística’

Segundo especialista, medidas têm data de validade em dezembro: 'de boas ideias, o inferno está cheio'.

Nas últimas semanas, o Governo Federal anunciou a redução do ICMS para combustíveis, de 25% para 18%, e a chamada PEC dos Auxílios (popularmente chamada de “PEC Kamikaze”), que libera R$ 1 mil por mês a caminhoneiros autônomos. “Teoricamente, a redução do preço final de combustíveis e o auxílio a quem transporta as cargas poderia diminuir o preço de diversos produtos ao consumidor final”, diz presidente do Conselho Administrativo da Pathfind.

Na prática, o preço do diesel teve queda de apenas R$ 0,05, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo e Biocombustíveis (ANP). A expectativa do Ministério de Minas e Energia era uma redução de R$ 0,13.

“Atualmente, uma das grandes motrizes da inflação é o diesel, já que a maioria das mercadorias é transportada por operação rodoviária. O sufoco começou no ano passado, com aumento de 46,8% em comparação a 2020. E, entre janeiro e maio deste ano, o aumento já ultrapassou os 28%. As empresas de logística entraram em looping, pois não era viável repassar tudo ao comprador, que, por sua vez, também tem problemas para realizar repasses ao consumidor final imediatamente. Essas altas causaram um verdadeiro caos a diversos setores da economia”, avalia.

Outro obstáculo para o setor de logística é a imprevisibilidade do aumento de combustíveis.

“O atual formato de precificação, política de paridade de preços, leva em conta os preços do petróleo no exterior. Além disso, o diesel fornecido pela Petrobrás possui componentes importados. Isto é, o preço aumenta porque tem que aumentar, independentemente da cobrança de ICMS. Outra questão é o estoque insuficiente de diesel no país, apesar de estoque representar dinheiro parado e gerar custos de mais de R$ 1 milhão por mês”, afirma o especialista.

Já a PEC dos Auxílios vai beneficiar apenas os caminhoneiros autônomos – e com efetividade indefinida, já que os gastos com diesel devem continuar aumentando com a paridade de preços – e não vai atingir diretamente os custos das empresas de logística.

“A PEC cria benefícios para algumas categorias e para outras não. As empresas vão fechar o ano com 10% de inflação que não estão sendo repassados. Estamos chegando a um limite. No ano que vem, independentemente do governo que entrar, há perspectivas de repasses, até porque as medidas atuais, dirigidas a um ano eleitoral, são válidas até dezembro. De boas ideias, o inferno está cheio”, conclui.

Já para o economista Pedro Simões, do Comitê de Estudos de Mercado da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), “a projeção de inflação para o ano que vem já está acima do teto da meta, de 4,75% e continua a subir. Indicadores tradicionais da confiança na política fiscal, como os juros futuros e os indicadores de risco-país, deram sinais inequívocos de que tais medidas – sendo a mais recente a ‘PEC das Bondades’ – deterioraram as expectativas para a situação fiscal do país, o que alimenta o quadro descrito nas projeções acima”.

Simões chama a atenção para os possíveis efeitos das expectativas de inflação em alta para o ano que vem e percepção de política fiscal mais expansiva.

“O Banco Central pode sentir pressão por mais aumentos na Selic, ainda que se entenda que os efeitos do ajuste já realizado desde o ano passado ocorrem com defasagem e, portanto, não ocorreram plenamente”, avalia.

As projeções para a Selic se mantiveram estáveis essa semana, mas, pela primeira vez, já há instituições consultadas pelo Focus projetando Selic ao final deste ano acima de 15%, quando se observa a estatística de máximo das expectativas. Como nota positiva, vale destacar o impacto dos resultados melhores que o esperado nas últimas divulgações da PNAD Contínua, mostrando o mercado de trabalho se recuperado com um pouco mais de força. A projeção para a taxa de desocupação média vem caindo há várias semanas, tanto para este quanto para o próximo ano.

Leia também:

‘PEC Kamikaze desmoraliza leis e traz preocupações para além de 2022’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Comissão da Câmara analisará operações com criptoativos

Não há determinação sobre as hipóteses de quebra de sigilo da chave privada

Roubini: EUA caminham para recessão longa e severa

Economista espera juros ‘bem acima de 4%’.

Datafolha aponta vitória de Lula no primeiro turno

Após início do pagamento de Auxílio de R$ 600, Bolsonaro subiu apenas 3 pontos e ex-presidente manteve 47%.

Últimas Notícias

Vale testa caminhões de 72 toneladas 100% elétricos

Veículos serão usados nas operações da mineradora em Minas Gerais e da Indonésia

Xangai quer estimular mais o consumo

Será a primeira emissão de cupons eletrônicos para estimular o consumo

Pequenos incidentes cibernéticos podem iniciar grandes problemas

Alerta é do coordenador do Grupo Consultivo de Cibersegurança da Anbima

Rio Grande do Sul publica edital de concessão do Cais Mauá

Prevê revitalizar um dos principais patrimônios da cidade por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP)

Rio pode ter fomento de áreas produtoras de petróleo

Norma estabelece que o governo do estado desenvolva políticas de apoio e parceria.