Pedidos de empréstimos por micros crescem 16% no país

O ano ainda está só no começo, mas a quantidade de empresas que estão procurando empréstimos já cresceu em 2021. É o que revela um levantamento realizado pela BizCapital, fintech de soluções financeiras para micro e pequenas empresas. De acordo com a pesquisa, o número de solicitações de empréstimos no país aumentou 16,1% em janeiro de 2021 quando comparado com o período imediatamente anterior. O Sul do país lidera o ranking, representando 30,4% do total de pedidos realizados.

Segundo a empresa, os três setores que mais cresceram durante o período foram: serviços de pintura (aumento de 35,5%), fabricação de produtos de padaria e confeitaria (32,5%), e cabeleireiros, manicure e pedicure (31,2%). O levantamento revela, ainda, que o principal motivo para as PMEs realizarem empréstimos é o capital de giro.

“O capital de giro garante a saúde financeira das empresas, contribuindo com seu crescimento de maneira sustentável. Apesar de muitos setores terem sido altamente impactados pela Covid-19, muitas organizações estão apostando suas fichas na recuperação do negócio no primeiro semestre deste ano. O início da vacinação, juntamente com o retorno gradual do comércio, acaba refletindo neste aumento”, explica Francisco Ferreira, CEO da BizCapital.

Em relação às regiões do país, o sul lidera o percentual de solicitações de empréstimos, com 30,4%, seguido do sudeste (17,8%), norte (11,9%), nordeste (9,2%) e, por último, com 0,9%, o centro-oeste.

Já com referência aos estados, o Amazonas, Piauí e Santa Catarina registraram o maior índice de aumento nas solicitações de empréstimos no último mês, chegando a 56,1%, 45,5% e 40,9% respectivamente.

“A expectativa é que esse aumento nos pedidos de empréstimo continue como uma forte tendência para os próximos meses. Após passarmos pelo olho do furação trazido pela pandemia no ano passado, 2021 começa a trazer um alívio para o pequeno e médio empreendedor, que procura crédito no mercado para conseguir os recursos necessários para voltar a crescer”, finaliza Ferreira.

Leia mais:

Ford só pode demitir após negociação coletiva

Minerva Foods faz acordo para fornecer para Salic

Artigos Relacionados

Custo da evasão escolar é de R$ 220 bilhões ao ano

Consequências podem são medidas em quatro dimensões: empregabilidade e remuneração, efeitos que a remuneração tem para a sociedade, qualidade de vida e violência.

Startup amplia conexão entre trabalhadores e facilita contratações

Closeer automatiza processos e atua sob demanda das necessidades de cada setor na flexibilização dos modelos contratuais

Rio tem a sexta cesta básica mais cara do país

Em fevereiro, os produtos com alta de preço médio ante janeiro foram café, feijão preto, farinha de trigo, açúcar refinado, carne de primeira e manteiga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

MP-RJ pede júri popular para Flordelis e mais oito réus

Deputada é acusada de mandar matar o marido; 11 réus respondem ao processo, mas o MP pediu para não se pronunciar sobre dois deles.

Payroll de fevereiro surpreendeu positivamente as expectativas

Soma-se às surpresas a revisão no número anterior de 49k para 166k e, principalmente, a criação de vagas no setor privado em 465k.