Pelegos

O PT continua a colher derrotas na sua base sindical. Na assembléia de bancários da última terça-feira, a direção do sindicato, ligada à Articulação, propôs rejeitar a proposta dos banqueiros, mas realizar apenas paralisação de 24 horas ontem. Foram atropelados pelas bases, que, por 70% dos votos de uma assembléia de 3 mil bancários, aprovaram greve por tempo indeterminado. Em São Paulo, a situação se repetiu. O presidente do Sindicato dos Bancários paulista, Luiz Cláudio Marcolino, ontem ainda insistia que a proposta dos banqueiros, mesmo rejeitada pela categoria, é uma das melhores apresentadas nos últimos anos de negociação. Além de São Paulo e Rio, a greve também foi decretada em Brasília e Florianópolis.

Tempestade à vista
O secretário estadual de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo de São Paulo, João Carlos de Souza Meirelles, em conjunto com a Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de Base (Abdib), estuda iniciativa que pode representar boa notícia para Sampa, mas ter o efeito de um torpedo para a renascente indústria naval do Rio de Janeiro. Amanhã, Meirelles participa, em encontro fechado à imprensa, de debate, na sede da Anbid, sobre “O desenvolvimento de um pólo regional para a indústria naval em São Paulo”. Segundo a Abdib, o objetivo é fortalecer o parque industrial brasileiro de fornecedores de bens e serviços para a indústria naval, o que, em tese, ajuda a democratizar e baratear a concorrência no setor. Na prática, porém, a maior capacidade de São Paulo de acesso aos mecanismos de financiamento pode pôr a pique a indústria do setor no Rio. Com a palavra, o secretário de Indústria Naval do Rio, Wagner Victer.

Pandora
A criação do Código Nacional de Saúde é a proposta do Fórum de Responsabilidade Legal para Hospitais, Clínicas e Laboratórios, que acontecerá neste sábado no Rio de Janeiro. A proposta é para uma legislação específica para o setor, no lugar da utilização do Código do Consumidor. Será entregue à Frente Parlamentar da Saúde, representada pela deputada Jandira Feghali (PCdoB), a Cartilha Caixa de Pandora, documento que será enviado à Câmara dos Deputados, expondo os motivos da necessidade de se criar a lei para a saúde. Além da deputada, está prevista a presença do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Francisco Peçanha Martins, e do presidente da Confederação Nacional de Saúde, José Carlos Abrahão.

Mão no bolso
Brasília terá hoje uma aula prática sobre carga tributária. Será no Feirão dos Impostos, em Brasília, às 9h, no Setor Comercial Sul (Quadra 3). O objetivo é mostrar o peso dos impostos sobre o preço dos produtos e o prejuízo causado aos assalariados pela manutenção do congelamento da tabela do Imposto de Renda. O Feirão é uma iniciativa da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Legislativa do DF, do Conselho Regional de Economia do DF, do Unafisco, do Sindicato dos Comerciários do DF, do Clube de Jovens Empresários do e Núcleo de Estudos do Direito do Consumidor (Unicon).

Cultura
A Secretaria Especial de Turismo/Riotur, da Prefeitura do Rio de Janeiro, em parceria com o Laboratório de Lazer e de Espaços Turísticos da UFRJ, realizam, hoje e amanhã, o II Seminário Internacional Visões Contemporâneas – Turismo/Lazer e Revitalização, na Firjan. O encontro reúne profissionais do Brasil e do exterior de áreas como Turismo, Arquitetura e Urbanismo, Administração de Empresas, Geografia e Marketing. Hoje, o coordenador do escritório da Unesco no Rio de Janeiro, Pedro Lessa, fará palestra sobre “Cultura e Patrimônio no Turismo”: “A cultura é, hoje, uma das grandes motivações para o turismo.  Por isso, é necessário que se faça uma utilização planejada e responsável do patrimônio cultural evitando sua degradação”, defende Lessa.

Redução
O empresário Carlos Mariani Bittencourt, vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e que também integra o Conselho de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Nacional (BNDES), afirmou esta semana, na sede da Firjan, que o tempo de análise dos pedidos de financiamento deve dominar as próximas reuniões do conselho do banco.

Artigo anteriorNota vermelha
Próximo artigoTorturando os números
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Campos marítimos do pós-sal estão em decadência

Os campos marítimos do pós-sal já produziram cerca de 16 bilhões de barris de óleo equivalente ao longo de sua história, ou seja, 63%...

Motoboys protestam em São Paulo

Entregadores tomaram ruas de São Paulo contra baixa remuneração e péssimas condições de trabalho

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.