Pendurado no cartão

Segundo dados do Banco Central, 73,2% de todo o saldo a receber em cartões não possuem nenhuma incidência de juros. Para a Associação Brasileira das Empresas de Cartões (Abecs), isso mostra que “a grande maioria das pessoas usa o cartão de crédito de forma consciente e sabe aproveitar seus benefícios sem pagar juros”. Além disso, o consumidor que entra no crédito rotativo do cartão fica, em média, 17 dias, de acordo com o BC, “o que confirma o seu papel de crédito emergencial”, analisa a entidade.

Com um olhar menos róseo, o que se vê é que mais de um quarto (26,8%) do saldo a pagar às administradoras de cartão de crédito sofrerá a incidência dos maiores juros do Brasil – e do planeta. Quem fica 17 dias no rotativo vai pagar algo como 8% de juros, de causar inveja em agiotas. No mês, a taxa média é de 14,56%; no ano, de inacreditáveis 410,97%. Decididamente, o brasileiro não necessita de educação financeira; precisa é de concorrência e fiscalização para coibir tal tipo de abuso.

Mudar a política

Coordenador do Foro de São Paulo e integrante da cúpula do Partido dos Trabalhadores, Valter Pomar polemiza sobre uma possível ida de Lula para o governo, como ministro de Dilma: “Como funcionaria no presidencialismo um governo com Lula ministro? Qual seria a leitura desta decisão, por parte dos setores populares? Setores que hoje percebem que Lula não deve e não teme, sendo vítima de uma perseguição injusta”, acredita.

Além de pouco ajudar para livrar o ex-presidente da perseguição do MP, a nomeação teria efeito quase nulo para melhorar a imagem do governo. “Se não mudar de política, a presença de Lula e o apoio obsequioso do PT e de outros setores ‘salvariam’ o governo por quanto tempo? No limite, o caso todo resume-se nisto: se o governo não estiver disposto a mudar de rumo, não faz sentido embarcar nesta viagem”, defende Pomar.

Sei, também, que as alternativas postas são todas difíceis. Mas não vejo por quais motivos tornar a coisa ainda mais confusa é difícil do que já está. E muito menos concordo em colocar todos os ovos numa única cesta”, finaliza.

Repúdio

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota em que repudia e condena a invasão pelo MST da sede do grupo Jaime Câmara, que edita os jornais O Popular e Daqui, e onde funcionam ainda a TV Anhanguera e a Rádio CBN. “Trata-se de ato criminoso próprio de grupos extremistas, incapazes de conviver em ambiente democrático. É lamentável que o vandalismo seja usado contra os meios de comunicação, que cumprem sua missão de informar a sociedade”, afirma a entidade. A ANJ finaliza dizendo que aguarda que as autoridades “identifiquem os responsáveis pelo ato criminoso e os encaminhem à Justiça, para a punição, nos termos da lei”.

Integração

A exposição de fotografias Via Interoceânica. Rio–Lima, Uma Rota a Descobrir apresenta imagens da Estrada do Pacifico, um eixo da Iniciativa para a Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana, para unir o ocidente amazônico brasileiro com os povos do sul do Peru. A mostra será inaugurada na Rodoviária Novo Rio nesta sexta-feira. É do terminal que parte a mais longa viagem de ônibus da América do Sul, unindo as cidades brasileira e peruana. As fotografias de Guido Baumann e Camila Valdeavellano foram capturadas em projeto conjunto dos consulados gerais do Peru e da Alemanha no Rio de Janeiro, com apoio da Audi do Brasil.

Inflação espanhola

A Vivo reajustou alguns planos de telefonia celular em 100%.

Rápidas

A Universidade Cândido Mendes, em parceria com o Grupo Zênite, abriu inscrições na área de terapias naturais e holísticas – 80% das doenças podem ser tratadas pela naturoterapia, de acordo com a ONU. São 12 opções de cursos, cujas aulas começam em abril no Campus Centro, no Rio de Janeiro.Mais informações em www.grupozenite.org *** Nesta quinta-feira, durante a posse do Conselho de Administração da Câmara Americana de Comércio (Amcham), em São Paulo, será apresentado um painel reunindo David Cote, CEO Global da Honeywell; David Feffer, presidente da Suzano Holding S/A; e a consultora Betânia Tanure, debatendo o tema “Transformação Empresarial e Social”. O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto encerra o evento apresentando sua visão sobre o “Cenário Econômico Nacional e Internacional e as Perspectivas para o País”. Informações: www.amcham.com.br/acontece *** “Quanto Vale o Seu Negócio para um Parceiro Internacional?” Saiba como descobrir e encontrar essa oportunidade no setor de petróleo no curso que o Ibef-Rio realiza em 30 de março. Informações: (21) 2217-5566 *** A Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio) realiza dia 15 palestra sobre a Convenção da IFA (International Franchise Association). Informações pelo telefone (21) 2504-7573 ou pelo e-mail [email protected] *** A loja Carioca Q Sou, do Caxias Shopping (RJ), oferece sábado a “Oficina de Decoupage em caixa de MDF”. A temática da aula será a Páscoa.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Rio tem opções de áreas para termelétricas

Estado tem as melhores características na Região Sudeste, diz Wagner Victer.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.