33.2 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 16, 2021

Pesadelo

O sonho de consumo de 5% dos turistas cariocas parece estar desmoronando como um castelo de areia. Pesquisa feita com 2 mil moradores do Rio pela Planet Work, com apoio do Cesgranrio, coloca Dubai – que anunciou esta semana um monumental calote financeiro – como destino escolhido por cinco entre 100 cariocas, se tivessem a oportunidade. Os principais destinos são os óbvios Disney (opção de 40%) e Europa (30%). Austrália (15%) e Fernando de Noronha (10%) completam a lista dos sonhos do carioca.

Prestação
Segundo a pesquisa, coordenada pelos professores Bayard Boiteux e Mauricio Werner, 45% dos turistas cariocas parcelam suas viagens no cartão de crédito; 25% através de financiamento; e 30% preferem pagar à vista.

Saldo negativo
Apesar dos incentivos à construção, programa Minha Casa, Minha Vida incluído, o número de postos de trabalho gerados no setor este ano até outubro é de 210.360, quase 100 mil a menos que no mesmo período de 2008 (303.031). Em 12 meses, o saldo é de 105.947 novos postos, 37% do total registrado em outubro de 2008 (284.961), segundo o Sinduscon-Rio, que analisou dados do Ministério do Trabalho.

Grande irmão
Em apenas 22 minutos, dez veículos inadimplentes do IPVA ou sem o licenciamento anual obrigatório foram flagrados pelo Detran-RJ e CET-Rio na primeira Fiscalização Eletrônica Seletiva (FES) no estado. Uma câmera equipada com reconhecimento de caracteres óticos (OCR) lia a placa e repassava a informação para o banco de dados do Detran, que informava imediatamente a situação do automóvel. Com isso, os agentes de trânsito abordavam apenas os veículos em situação irregular. O presidente do órgão estadual, Fernando Avelino, lembrou que as blitzes tradicionais precisavam de três horas para obter os mesmos resultados. Inicialmente, as ações utilizarão 67 câmeras espalhadas por 28 importantes vias da cidade.

Formação
Uma mesa-redonda marca, nesta sexta-feira, no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o lançamento das obras Formação Econômica do Brasil – Edição Comemorativa de 50 anos (Companhia das Letras) e Cinquenta Anos de Formação Econômica do Brasil – Ensaios sobre a Obra Clássica de Celso Furtado (Ipea). O encontro terá a presença do ministro de Assuntos Estratégicos, Samuel Pinheiro Guimarães, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF)e de Rosa Freire d”Aguiar Furtado, viúva de Celso Furtado. João Sicsú, diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea, será o mediador.

Ociosas
Apagões diários, exercícios hercúleos de paciência para conseguir cancelar serviços, celulares que não funcionam em período de maior tráfego. Até onde irá a paciência dos brasileiros com a leniência das agências reguladoras? Diante da assimetria com que essas empresas atuam na relação entre consumidores e empresas, o papel das agências reguladoras, incluindo sua estatização ou sua extinção, tem de ser um dos principais temas da campanha eleitoral de 2010.

Artigo anteriorApagaram o Meirelles
Próximo artigoDestino final
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.