Petistas e antipetistas, eis a grande fake news

Diz-se que esta é a eleição de um partido só: o PT – quem é contra e quem é a favor. Nada mais...

Diz-se que esta é a eleição de um partido só: o PT – quem é contra e quem é a favor. Nada mais impreciso. Primeiro, porque muitos que votam e defendem o voto em Fernando Haddad querem impedir a eleição de Bolsonaro. Em outras circunstâncias, manteriam críticas (a maior parte merecida, boa parte, não) ao partido que esteve à frente da Presidência de 2003 a 2015.

Contra o PT, se alinham desde aqueles que discordam das ideias e práticas do partido até os que foram levados a descarregar nos petistas toda a revolta acumulada especialmente nos últimos três anos (que acredito ser a maioria). Para o projeto de Bolsonaro funcionar, precisava de um inimigo; a história mostra dezenas de exemplos assim (Collor centrou fogo nos marajás, mas os “vermelhos” também tiveram papel de destaque em sua propaganda).

Retirando essa falsa polarização, pode-se ver melhor a disputa entre um projeto de alinhamento do Brasil a uma superpotência decadente e, de outro lado, a tentativa de traçar, junto com países parceiros, um novo caminho para o mundo. Dentro do primeiro projeto, está a postura de ser fornecedor de matérias-primas; no segundo, os Brics, a multipolaridade, o Mercosul, o desenvolvimento do potencial de um país que é a oitava economia do planeta. Uma disputa que ultrapassa nossas fronteiras.

JC Cardoso, de Beijing

Do Brasil

Visita a uma fábrica que virou escritório coworking de design. Lá pelas tantas, um salão com um piano de cauda, um espaço para exibição de cinema e um cheiro inebriante de café. A tradutora: “Mais alguma questão?” “Sim”, falei. “Temos direito a um café?”

A mulher perguntou alguma coisa para a barista, da qual eu só entendi a palavra káfei (café). Daqui a pouco veio uma coisa espetacular num copão de papel. Perguntei de onde era aquele café espetacular: “Baxi kafei”. E mostrou aquela caixinha escrita em português: Cafedo Brasil (sic).

 

Rick’s

Caravan, o meu escritório extraoficial aqui em Pequim, em frente à embaixada brasileira. Um dos dois barezinhos em que mais acontecem os “causos” mais malucos contados aqui. Onde encontram-se brasileiros, angolanos, espanhóis, moçambicanos, australianos e até chineses.

Todos atendidos pelo garçom de Bangladesh ou o dono marroquino, que fala sete ou oito idiomas, inclusive um pouco de português. Aulas de kizomba nas tardes de domingo e capoeira às segundas, quartas e sextas no início da noite.

Onde encontram-se diplomatas, cachaceiros, jornalistas, tradutores e tantos outros que trabalham por aqui. Eu ia até dizer que se Pequim fosse Casablanca (o filme), Caravan seria o Rick’s Café. Achei que teria uma sacada genial escrevendo isso. Mas aí soube pelo dono que todo mundo faz a mesma associação…

 

Sete maravilhas

Um chinês que arranhava um inglês sofrível perguntou de onde eu era. Falei: “Brazil, Baxi”. “De qual cidade?” Falei: “Rio de Janeiro (à inglesa), Rio (à inglesa), Liô”. Aí se empolgou: “Liô! Liô! Liô! I know!”. E falava um troço que eu não entendia, abrindo os braços.

Stone man! Stone man!” (homem de pedra), repetindo os braços abertos. E me mostrou no celular uma foto com o Cristo Redentor.

 

Rápidas

Estão abertas as inscrições para a Smart Energy e GreenBuilding Brasil, que ocorre entre 5 e 7 de novembro, no Salão Principal do Cietep/Fiep, em Curitiba. Inscrições: www.smartenergy.org.br/2018 *** O Grupo Renault anunciou a nomeação de Luiz Fernando Pedrucci, atual presidente da companhia no Brasil, como presidente para a América Latina *** Estão abertas inscrições para a turma de novembro do Curso de Classificação e Degustação de Café da Associação Comercial de Santos (ACS). As aulas ocorrem de segunda a sexta, das 8h às 10h. Contato pelo telefone (13) 3212-8200, com o setor administrativo *** O Ibef-Rio realiza em 29 do mês que vem o seminário Desburocratização do Registro de Empresas. Participa, entre outros, o secretário-geral da Jucerja, Bernardo Berwanger *** A Kimberly-Clark abriu inscrições, até dia 31, para o seu Programa de Estágio 2019, pelo site www.kimberly-clark.com.br/programa-de-estagio-2019 *** A FGV Cpdoc realizará nesta segunda-feira, dia seguinte ao segundo turno das eleições, o debate “A democracia brasileira em 2019”, com a participação dos cientistas políticos Sérgio Praça (Cpdoc), Carlos Pereira e Octavio Amorim Neto (Ebape).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

S&P aumenta nota de crédito da Petrobras

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings (S&P) elevou a nota de crédito da Petrobras. A nota de crédito stand-alone (risco intrínseco)...

Movida supera as expectativas e ações sobem 8%

A Movida, empresa de locação de veículos, gestão e terceirização de frotas e vendedora de semininovos, reportou lucro líquido ajustado de R$ 174 milhões...

BNDES financia Norflor no combate ao efeito estufa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concederá financiamento será concedido à Norflor Empreendimento Agrícolas no valor de até R$ 27,4 milhões,...

Uma criptomoeda 100% brasileira

Uma parceria entre as startups Stonoex e AMZ viabilizou o lançamento da criptomoeda brasileira ZCO2. É uma criptomoeda que prevê a proteção da Amazônia...

Aumenta investimento estrangeiro em Xangai

O investimento estrangeiro integralizado em Xangai registrou um aumento anual de 21,1% no primeiro semestre de 2021, anunciaram autoridades locais. A utilização real do...