Petrobras é a petroleira que mais elevou investimentos em 2023

Investimentos da Petrobras em 2023 praticamente dobraram, mas companhia mantém contratações de plataformas no exterior

177
FPSO Anna Nery, da Petrobras
FPSO Anna Nery (foto Petrobras)

A Petrobras é a petroleira global que mais aumentou os investimentos em 2023. No ano passado, a estatal praticamente dobrou o valor investido, somando US$ 21,4 bilhões entre aplicações diretas e ativos relacionados ao arrendamento de unidades de produção, contra um montante de US$ 10,9 bilhões em 2022.

“A Petrobras tem excelentes projetos, capazes de gerar retornos expressivos e garantir o futuro da companhia. Estamos investindo com responsabilidade, foco na disciplina de capital e compromisso de manter o endividamento sob controle”, destacou o diretor de Financeiro e de Relacionamento com Investidores da Petrobras, Sergio Caetano Leite.

Os investimentos são realizados prioritariamente com recursos próprios da Petrobras gerados pelas suas operações. A dívida bruta da companhia segue limitada a US$ 65 bilhões, patamar considerado saudável para empresas do segmento e porte da Petrobras.

A estatal iniciou a produção de quatro sistemas em 2023: FPSO (plataforma) Anna Nery e Anita Garibaldi – projetos de revitalização dos campos Marlim e Voador; FPSO Almirante Barroso, em Búzios – atingindo capacidade nominal em menos de cinco meses; e do FPSO Sepetiba, no campo de Mero. Esses sistemas ajudaram a empresa a superar a produção de 2022 em 3,7%, atingindo 2,78 milhões de barris de óleo equivalente por dia no ano passado.

Espaço Publicitáriocnseg

Apesar do dado positivo, a companhia tem sido criticada – até mesmo pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva – por ter mantido a contratação de plataformas no exterior, contrariando compromisso do governo de reativar a construção naval brasileira, que permitiria a geração de empregos qualificados no Brasil, e não no exterior.

A Petrobras também tem se voltado para projetos de descarbonização e de energias de baixo carbono, construindo assim o processo de transição energética de forma justa, gradual e inclusiva.

O Plano Estratégico da Petrobras para o quinquênio 2024–2028 (PE 2024–28+) prevê investimentos da ordem de US$ 102 bilhões nos próximos cinco anos, um crescimento de 31% em relação ao ciclo anterior. Com esse aumento de investimentos, a companhia estima a geração de 280 mil empregos diretos e indiretos por ano.

Com Agência Petrobras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui