Petrobras terá arquivos nas nuvens

A Petrobras inaugurou, na última sexta-feira (17), o Centro de Competência em Computação em Nuvem (CCC), que vai direcionar e acelerar a estratégia de adoção de computação do tipo cloud da companhia. A adoção gradativa de nuvem será realizada com a parceria das empresas Amazon e Microsoft, grandes players do setor.

“Boa parte do consumo da nuvem será destinado a ampliar a capacidade computacional de alta performance, em conjunto com os supercomputadores já existentes da Petrobras”, explicou a estatal. Segundo a petroleira, a computação em nuvem também acelerará o desenvolvimento de novas soluções e permitirá ampliar o uso de Analytics e Inteligência Artificial em todas as áreas da companhia.

“Lembro que quando foi criada a Diretoria, em setembro de 2019, não utilizávamos a nuvem. Dois anos se passaram e podemos dizer que já estamos na vanguarda do mercado da utilização de nuvem, o que nos torna mais produtivos e ágeis, acelerando o nosso processo de inovação. Fico muito orgulhoso de ver o quanto avançamos em tão pouco tempo”, observa o diretor executivo de Transformação Digital e Inovação, Nicolás Simone.

CPD

Os Centros de Processamento Digital (CPD) da Petrobras continuarão suportando processos de negócio, trabalhando em sistemas e dados já existentes. Está em análise a transição gradual de suas atividades para a nuvem, quando for o caso, sempre buscando maximizar o resultado da companhia.

“O objetivo é adotar as melhores práticas do mercado e das tecnologias, de forma a tirarmos o melhor proveito para inovação e modernização do ambiente Petrobras. A nuvem chega para somar, ampliar os horizontes e ajudar a priorizar o melhor retorno. Trata-se de um movimento estruturado, aderente à nossa estratégia de TIC”, explica Marcelo Carreras, gerente executivo de Tecnologia da Informação da Petrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Pesquisador do Ineep: O problema não é os leilões, o problema é a ANP

Empresas estão mais atentas aos riscos geológicos.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...