Petrobras vende material como sucata e depois compra de novo

Cerca de 20% de itens vendidos como inservíveis estão na lista de aquisição.

A Petrobras estaria vendendo peças em uso nas suas unidades como se fossem sucata. Pior: de 9.800 itens que a estatal se desfez desde junho, 980 possuem pedidos de compra emitidos e 1.162 estão em análise para serem adquiridos novamente.

A denúncia foi feita pelo Sindipetro Unificado SP, que teve acesso exclusivo a dados internos da Petrobras por meio de uma fonte que preferiu não ser identificada.

A entidade sindical dá como exemplo um caminhão que, em setembro, saiu carregado da Usina Termelétrica (UTE) Luiz Carlos Prestes, em Três Lagoas (MS). Por R$ 9 mil, quem estava na sua boleia comprou como sucata uma série de materiais que até então faziam parte do estoque da unidade, pertencente à Petrobras. Entre os itens, uma válvula de controle pneumática nova, embalada na caixa, que custa entre R$ 12 mil e R$ 15 mil.

A fonte informou ao Sindipetro que o mau planejamento, a lentidão, a gestão de estoques centralizada e as mudanças abruptas de projetos são alguns dos fatores que elevam os estoques da companhia.

Mudanças nas políticas de investimento da estatal levaram a prejuízos bem maiores. Em 2010, a Petrobras encomendou oito cascos de plataformas ao estaleiro Rio Grande, da Ecovix, por R$ 10 bilhões.

Em 2016, após o impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, a estatal decidiu transferir para a Ásia a construção de nove plataformas, que já estavam em construção, destinadas ao Campo de Lula, no pré-sal.

O Estaleiro Rio Grande foi obrigado a demitir quase a totalidade de seus 24 mil trabalhadores, e foram vendidas como sucata cerca de 80 mil toneladas de estruturas de aço que seriam utilizadas na construção das plataformas P-71 e P-72.

Artigos Relacionados

Taxar dividendos aumentou investimentos na França

Redução, nos EUA e na Suécia, só elevou distribuição de lucros.

Petroleiro tem maior produtividade da indústria no Brasil

Mesmo com setor extrativista, participação industrial no PIB caiu de 25% para 20%.

Exportação cresce, mas só com produtos pouco elaborados

Superávit de quase US$ 7 bilhões até a quarta semana de julho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ENS abre inscrições de Curso para Habilitação de Corretores de Seguros

Inscrições começaram nesta segunda-feira.

Fitch:1ª emissão de debêntures da Rodovias do Brasil tem rating AA-

A Fitch Ratings atribuiu Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA-(bra)’ à primeira emissão, em série única, de debêntures da Rodovias do Brasil Holding S.A....

Prazo de inscrições do Programa Petrobras Conexões para Inovação

A Petrobras prorrogou para 15 de agosto, o prazo de inscrições do 3º edital do Programa Petrobras Conexões para Inovação - Módulo Startups -...

UE fará empréstimos nos mercados de capitais de até 750 bi de euros

O Conselho da União Europeia (UE), aprovou nesta segunda-feira, o segundo pacote de planos de recuperação e resiliência (PRR), para aceder às verbas pós-crise...

Brasil tem 42% do total de empresas de inteligência artificial da AL

Estudo da consultoria Everis em parceria com a Endeavor mostra que o número de startups de inteligência artificial cresceu no Brasil, mas ainda esbarra...