Petróleo em jogo

O jornal russo Izvestia denunciou, na edição do dia 5, planos “ultra-secretos” das Forças Armadas dos Estados Unidos para uma operação de ocupação militar da Arábia Saudita. A publicação relata a inédita crise no relacionamento entre norte-americanos e sauditas e diz que setores do Pentágono já acreditam que a Arábia é um inimigo e não um aliado. O plano de ocupação teria início com a provocação de um conflito entre a população xiita na Província Oriental e o poder central, dando pretexto para a invasão dos EUA, para “defender a população”. Se aproveitariam do fato de que a Arábia Saudita nem sempre foi um país unificado. Não por acaso, na Província Oriental está localizada a vasta maioria dos campos de petróleo sauditas. As Forças Armadas árabes poderiam opor uma resistência apenas simbólica, segundo o jornal russo. Mais do que invadir a Arábia, o objetivo dos EUA é enquadrarem o governo de Riad e obrigá-lo a “jogar de acordo com as regras norte-americanas” no caso de uma invasão do Iraque.

Por cima
O exemplo do Estado do Rio de Janeiro está sendo seguido. Depois de a Secretaria de Segurança do Rio adotar o dirigível Pax Rio para combater a criminalidade, agora é a vez das Forças Armadas. Esta semana, a pedido do Ministério do Exército, o presidente da Lightship Brasil, Flávio Kauffmann, reuniu-se no Estado Maior, em Brasília, com 250 oficiais-generais para explicar o uso do dirigível do ponto de vista tático, estratégico e operacional. O objetivo é utilizar a aeronave para patrulhar as fronteiras do país, começando com Colômbia e Paraguai. A Lightship é a empresa que trouxe a novidade para o país. Um observador do Exército acompanhará os trabalhos do dirigível no Rio e irá elaborar relatório para avaliação do ministério. Em Nova York, um dirigível patrulha a cidade nestes dias que antecedem 11 de setembro, por conta da paranóia de novo atentado.

Expansão
Dentro de alguns dias um grande fundo de pensão deverá anunciar contrato que lhe garantirá mais alguns participantes e, ao mesmo tempo, apresentará nova estratégia de mercado. Em vez de comprometer-se a oferecer seguridade aos funcionários de uma determinada empresa, como é feito até agora, a fundação negociará parceria com uma entidade representativa de classe empresarial. Por intermédio desta, ficará de uma só tacada mais próxima de um grupo de empresas e seus empregados.

Palavra tucana
Os servidores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) realizam assembléia, nesta segunda-feira, às 13h, no campus de Manguinhos, para decidir sobre nova paralisação de suas atividades. Depois de diversas paralisações em julho, eles suspenderam a proposta de greve por tempo indeterminado, diante da garantia do Ministério da Saúde de pagar, em setembro e em caráter retroativo, a Gratificação de Desempenho da Carreira (GDACT). Os recursos já foram aprovados pelo Congresso Nacional, mas o pagamento ainda não foi autorizado pelo Ministério do Planejamento. É grande a possibilidade de greve, caso não haja certeza do pagamento até segunda-feira.

Parado
Na Frente Trabalhista, um dos três partidos que apóiam Ciro Gomes não acredita na Internet. Quem tenta entrar no sítio do PTB (www.ptb.org.br) cai numa página em construção – desde abril de 2000! Nem obra superfaturada do governo FH demora tanto.

Pró-governo
Já no sítio do PPS (www.pps.org.br) uma enquete quer saber se os internautas acham que a cobertura feita pelos grandes veículos de comunicação, sobretudo do Rio e de São Paulo, está favorecendo o candidato governista. Quase 80% responderam que sim.

Custo Menem
Ano passado, 40% da população de Buenos Aires foram assaltados. Longe de números frios, essa estatística é o melhor retrato da tragédia dantesca provocada pelo neoliberalismo na América Latina.

Brasil
Dia 7 de Setembro. Apesar de ser o Dia da Independência, esta coluna – talvez motivada pela proximidade das eleições – lembrou de Tiradentes e da necessidade de tirar os “Silvérios dos Reis” do poder.

Artigo anteriorMudez incômoda
Próximo artigoLá e cá
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Indústria do Brasil cai menos que mundial na pandemia

‘Soluço’ não detém trajetória de queda iniciada no final dos anos 1980.

Batendo palma para maluco dançar

CPI precisa ser ágil para não deixar governistas propagarem mentiras impunemente.

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Indústria do Brasil cai menos que mundial na pandemia

‘Soluço’ não detém trajetória de queda iniciada no final dos anos 1980.

STF confirma decisão que considera Moro parcial no caso do triplex

Marco Aurélio e Luiz Fux votaram contra parcialidade do ex-juiz.

Salles pede para sair

Alvo de investigações, ministro do Meio Ambiente teve exoneração publicada em edição extra do D.O.U.

Resultado do Dia dos Namorados confirma recuperação dos shoppings

Levantamento revela alta de 134,4% nas vendas da data comemorativa.

Imóveis de um quarto são os mais rentáveis para investidor

Bairros com maior rentabilidade para investidores não estão localizados no centro das cidades.