Petvi investe mais de R$ 5,5 milhões para desenvolver novos produtos

247

Com um investimento de mais de R$ 5,5 milhões no desenvolvimento de novos produtos, que pretende lançar ainda em 2022, a Petvi deve estrear no varejo em setembro. Um dos produtos que serão lançados é o Longevi Mastigável, a mesma fórmula do seu produto carro-chefe, o Longevi – primeiro super suplemento canino com 44 micronutrientes, entre eles Spirulina, Probióticos e Biotina –, só que em um formato comestível. Nos testes em laboratório foi descoberto que essa versão tem ainda mais palatabilidade do que o atual. Junto com os lançamentos, além de comprar online, os tutores poderão então encontrar os produtos em pet shops e lojas físicas.

A Petvi está presente em todas as regiões do Brasil, com mais de 250 mil pets atendidos em 22 meses. A expectativa é de crescimento de 200% para o segundo semestre (em relação ao segundo semestre de 2021) e atingir mais 100 novos pets ainda em 2022. Para alcançar esse objetivo, a empresa vai investir na expansão para o mercado externo. Os suplementos Petvi passarão a ser vendidos no México nos próximos meses. A meta é chegar, por fim, a uma distribuição em toda a América Latina. “Nós já ajudamos mais de 200 mil cães no Brasil a terem mais qualidade de vida, e queremos aumentar esse número. Chegar também a outros países mostra que nossa missão realmente é valorosa e compreendida pelos ‘pais de pet’”, comenta Patrick.

Na pandemia de Covid-19, muitas famílias decidiram ter um pet pela primeira vez. Devido ao isolamento social, e o aumento de pessoas sofrendo com depressão e ansiedade, o pet tornou-se um grande aliado de momentos felizes e companheiro de vida. Segundo uma pesquisa sobre adoção de pets na pandemia feita pela DogHero e Petlove, empresas que fazem parte do ecossistema da Petlove&Co, 54% dos tutores adotaram um animal desde que o início da pandemia — 19% deles pela primeira vez na vida.

Esse foi um dos motivos que fez o mercado pet expandir nos últimos anos. O setor cresceu 30% desde 2020 e hoje fatura R$ 50 bilhões, de acordo com o Instituto Pet Brasil, que representa as empresas do segmento. Uma pesquisa feita nos EUA em maio deste ano mostrou ainda que os millenials (pessoas nascidas entre 1981 e 1995) têm muito mais amor pelos seus animais de estimação do que por muitos parentes. De acordo com os resultados da Consumer Affairs, 81% dos tutores de todos os tipos de pets disseram amar mais o pet de que ao menos um familiar.

Espaço Publicitáriocnseg

“A Petvi tem se consolidado como um importante player no segmento de vitaminas e suplementos para cachorros. Vendendo diretamente para o cliente final, por meio do seu site próprio e sites como Mercado Livre, a empresa já chegou em mais de 125 mil clientes. Percebemos que o segmento de clientes com menos de 30 anos, os millenials, tem crescido bastante nos últimos meses. Muitos deles preferem ter cachorros ao invés de filhos”, reforçou Dzik.

Um ano e meio após lançar o primeiro produto, o Longevi, surgiu o Super Sabor, o primeiro realçador de paladar canino 100% natural, ambos em embalagens sustentáveis, usando 100% de papel reciclável, e na sequência, o Ômega 3 líquido de espécies selvagens, que garante maior biodisponibilidade. O produto é feito apenas com peixes do Atlântico Sul e conta com o certificado Marin Trust, que atesta boas práticas de pesca e qualidade de produtos de origem marítima.

Com fabricação no interior de São Paulo, a produção passa por rigorosos testes de palatabilidade e pureza, em 3 etapas: na chegada de suprimentos, pesagem e testes de qualidade, durante a produção e antes da entrega para o centro de distribuição. Em pouco mais de um ano a Petvi atingiu a liderança da categoria, fazendo inclusive parte do programa Scale Up, da Endeavor, a maior ONG de empreendedorismo do mundo. “Em menos de 100 anos, a expectativa de vida humana praticamente dobrou. E boa parte disso se deve à nutrição. Não apenas passamos a comer melhor, mas também a suplementar ingredientes que faltavam nessa alimentação. Por isso resolvemos fazer o mesmo com nossos cães” afirma Patrick.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui