PIB da China deve crescer 5,5% em 2023, diz KPMG

Gastos do consumidor vão puxar crescimento do PIB da China este ano

138
NEV
Funcionários trabalham numa linha de produção de veículos de nova energia numa empresa de automóveis em Liuzhou, Região Autônoma Zhuang de Guangxi, sul da China, 12 de agosto de 2021. (Xinhua/Li Hanchi)

A contribuição do consumo é essencial para a recuperação econômica da China após a pandemia, e o consumo continua se expandindo, avalia a KPMG, a partir de dados de mercado. O PIB da China deve crescer 5,5% em 2023 e 5,2% em 2024.

O Produto Interno Bruto (PIB) é a representação do tamanho da economia de um país. A KPMG destaca que os gastos finais do consumidor no segundo trimestre de 2023 impulsionaram o crescimento econômico chinês em 5,3%, respondendo por 84,5% dessa alta.

A produção industrial de itens de valor agregado da China cresceu 3,8% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano anterior, e 0,8% no segundo trimestre na comparação com os três primeiros meses deste ano.

Políticas para expandir o consumo

A China está empenhada em impulsionar a procura interna, reforçar a confiança e prevenir riscos no segundo semestre deste ano, disse Zheng Shanjie, chefe da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, nesta segunda-feira.

Espaço Publicitáriocnseg

O principal responsável pelo planejamento econômico da China fez as observações num relatório apresentado numa sessão em curso do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional.

As políticas ajudarão a aumentar a renda e expandir o consumo, agilizar a emissão e o uso de títulos especiais do governo local, estimular o investimento privado, otimizar o ambiente de negócios e estabilizar o comércio exterior e o capital, disse Zheng.

Acrescentou que as medidas também serão ajustadas para apoiar o bom desenvolvimento do mercado imobiliário e que serão construídas e fornecidas habitações mais acessíveis, divulgou a agência de notícias Xinhua.

PIB da China apresentou recuperação ‘relevante’

“O PIB da China cresceu 5,5% no primeiro semestre de 2023 em relação ao ano anterior, atingindo uma recuperação econômica relevante e estável. No segundo trimestre de 2023, a economia cresceu 6,3%, ante 4,5% do primeiro trimestre”, afirma Daniel Lau, sócio-líder do Desk China da KPMG no Brasil e na América do Sul.

“Com a suspensão das restrições de locomoção interna e das operações das cadeias das indústrias oriundas das quarentenas, as vendas no varejo tiveram uma importante recuperação neste ano até agora, e a contribuição do consumo para o crescimento econômico continua se expandindo. O sentimento do consumidor melhorou, e a parcela de domicílios indicando maior poupança caiu ligeiramente, mas continua alta”, explica Lau.

Segundo a KPMG, outro dado interessante está no novo eixo de crescimento robusto da indústria e nas exportações de produtos manufaturados avançados com os “Novos Três”: novos veículos de energia (NEVs), painéis solares e bateria de lítio.

São produtos que se tornaram valiosos para as exportações da China. A venda deles ao exterior cresceu 50% no primeiro semestre de 2023, elevando a taxa de crescimento das exportações em 1,5%, e se tornando o principal motor chinês de exportações.

De um modo macro, a participação da manufatura avançada no mix das exportações chinesas continua crescendo rapidamente, decorrente de investimentos maciços nesses setores, aliados com alta tecnologia e soluções integradas em hardware e software, analisa a KPMG.

O investimento em ativos fixos da China cresceu 3,8% nos primeiros seis meses. Ao mesmo tempo, investimentos em manufatura e infraestrutura mantiveram crescimento de 6% e 10,7% no primeiro semestre de 2023, respectivamente.

Conferência de inteligência artificial em 6 de julho de 2023: tecnologia impulsiona PIB da China
Um robô arremessa na cesta do basquete durante a Conferência Mundial de Inteligência Artificial (WAIC) 2023 em Xangai (foto de Fang Zhe, Xinhua)

“Olhando para o futuro, a fabricação de produtos de ponta e a atualização de equipamentos provavelmente continuarão tendo um crescimento robusto. Este fato é corroborado por índices de investimentos na indústria de alta tecnologia, que cresceu 12,5% no primeiro semestre de 2023, e de investimentos em manufatura e serviços de alta tecnologia, que cresceram 11,8% e 13,9%, respectivamente”, complementa Daniel Lau.

Políticas acomodatícias para a transição verde, particularmente para veículos eletrificados, também estão sendo ativamente implementadas globalmente. De acordo com a KPMG, a recuperação da economia chinesa está em andamento e varia de acordo com cada setor.

Melhorar a confiança das famílias e das empresas ainda é a chave para destravar um crescimento econômico mais rápido. O governo emitiu diretrizes para aumentar a confiança no setor privado e uma nova rodada de medidas de flexibilização imobiliária para reativar o crescimento, de acordo com a análise da KPMG.

Política fiscal proativa

A China intensificará a macrorregulação e intensificará os esforços para implementar eficazmente uma política fiscal proativa, de acordo com um relatório do Conselho de Estado.

O relatório sobre a execução orçamental em 2023, até agora, foi submetido à quinta sessão do Comitê Permanente da 14ª Assembleia Popular Nacional, a mais alta legislatura da China, para deliberação, nesta segunda-feira.

Desde o início do ano, a reforma financeira e o desenvolvimento do país têm sido solidamente impulsionados, a operação financeira global tem sido estável, e o orçamento tem sido bem executado, de acordo com o relatório.

No próximo passo, a China concentrar-se-á na expansão da procura interna, no aumento da confiança, na prevenção de riscos e na promoção da melhoria contínua do desempenho econômico, das forças motrizes endógenas e das expectativas sociais, disse o Ministro das Finanças, Liu Kun, ao apresentar o relatório.

Serão feitos esforços para fortalecer e otimizar a economia real, salvaguardar e melhorar eficazmente os meios de subsistência das pessoas e prevenir e neutralizar os riscos da dívida dos governos locais, de acordo com o relatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui