Plataformas de Búzios: exportação de empregos

Empresas estrangeiras crescem o olho no setor de petróleo brasileiro.

Fatos e Comentários / 19:14 - 12 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Petrobras habilitou 10 estaleiros – apenas 2 brasileiros (Brasfels e EBR) – para participar da próxima licitação para construção de plataformas de produção e armazenamento (FPSO). A qualificação é válida por 12 meses, e especialistas no setor petrolífero esperam que no período será realizada licitação para o projeto de Búzios 6, no modelo EPC (Engineering, Procurement, Construction), em que o contratado é responsável por planejar a construção, realizar todas as atividades relacionadas ao processo de compras e executar o planejamento do empreendimento. Este sistema é polêmico, especialmente na Petrobras, em que era o modelo que gerou os maiores problemas de atrasos e suspeitas de corrupção.

Além disso, fonte do setor afirmou à coluna que tudo indica que as plataformas de Búzios serão feitas no exterior pelas empresas pré-qualificadas, se não for amarrada a obrigação da execução das obras no Brasil. A expectativa no mercado petroleiro é que o conteúdo local global fique em apenas 25%. Exporta-se emprego, exporta-se óleo bruto e fica no país apenas um punhado de dólares passageiros.

 

É o dólar, estúpido

A valorização do dólar levou as cidades dos Estados Unidos a subirem no ranking das mais caras para um morador estrangeiro. E San Juan, Porto Rico – estado associado – é a latino-americana mais cara.

Entre as 209 cidades da 26ª Pesquisa Anual de Custo de Vida da Mercer, estão 3 brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A capital paulista, que ocupava a 86ª posição no ranking do ano passado, caiu para a 130ª colocação neste ano; Rio de Janeiro caiu 39 posições, e Brasília, 16.

Hong Kong encabeça a lista das cidades mais caras do mundo para expatriados.

 

Mate virtual

Para festejar os 26 anos, que completa nesta segunda-feira, a Megamatte vai criar um museu virtual, reunindo registros em foto e vídeo para contar a trajetória, que começou em 1994, com a primeira loja, no Largo do Machado, na zona Sul do Rio de Janeiro. Naquela época, uma única loja chegava a vender 30 quilos de pão de queijo por dia. Hoje, a rede tem cerca de 150 lojas espalhadas pelo Brasil.

 

Alívio

Devido à pandemia, o Conselho Regional de Administração do Rio (CRA-RJ) prorrogou o vencimento da anuidade até 30 de junho. Além disso, quem estiver com débitos de anuidades vencidas poderá quitar com isenção de até 90% dos juros e multas, com a possibilidade de parcelamento por cartão de crédito, diretamente pela internet no painel do Autoatendimento do CRA-RJ. Dúvidas podem ser atendidas pelo e-mail gediv@cra-rj.org.br

 

Carteira

Flávio e Carlos Bolsonaro pagaram em dinheiro vivo, em 2009, R$ 15,5 mil cada para cobrir perdas em investimentos na Bolsa de Valores. Interessante é que, nas declarações feitas à justiça eleitoral, os Bolsonaro nunca citam quantias em espécie.

 

Rápidas

A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) realizará webinar com o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto, nesta terça-feira, às 11h. Inscrições aqui *** O Lach Laboratório e Clínica, no Jardim Botânico, é o único do RJ que oferece sorologia pelo método Elisa – considerado o mais eficaz para identificar imunidade para o Coronavírus e único exame confirmatório que garante segurança para o retorno às atividades daqueles que estão realmente imunes *** Para debater o cenário atual da produção de alimentos no Brasil e no mundo, será realizado o seminário online “Alimentos Seguros”, promovido pela Associação de Engenheiros Agrônomos de São Paulo (AEASP). Será no dia 22, das 9h às 17h. Inscrições aqui *** A M2V consultoria e o escritório Galvão Villani Navarro Advogados promoverão nesta segunda webinar para discutir a recuperação da taxa Siscomex e seus aspectos legais, às 17h. Inscrição aqui *** A Associação dos Advogados de SP (Aasp) promove nos dias 16, 17 e 18, às 10h, o webinar “Direito Concorrencial: Temas Contemporâneos”. Inscrição aqui *** A GNA – Gás Natural Açu realizará nesta teçra-feira, às 19h, audiência pública virtual para apresentação do projeto da Linha de Transmissão 500kV Açu–Campos 2. É o porto do Açu, sonho-pesadelo de Eike Batista, virando realidade.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor