Por que tanto tempo?

O presidente do Supremo, ministro Ricardo Lewandowski, garantiu que não houver demora no julgamento de Eduardo Cunha. “O tempo do Judiciário não é o tempo da política nem é o tempo da mídia”, ensinou. Mas, com tantas denúncias pesando sobre o agora ex-presidente da Câmara, a justiça poderia ter se apressado um pouco. A saída de Cunha ocorre em um momento conveniente: depois de comandar a aprovação do impeachment de Dilma Rousseff e antes de incomodar o vice aspirante a presidente Michel Temer. Evita denúncias de um acordão para preservar o deputado em troca do afastamento da presidente, mas também não deixa o vice se desgastar com a bancada de Cunha na Câmara.

A jornalista Helena Chagas tem opinião diferente. Para ela, o ex-presidente da Câmara tem ousadia suficiente para “explodir o quarteirão do PMDB e do vice”. “A pergunta que não quer calar hoje nos gabinetes de Brasília é: e se o Cunha resolve ser o Delcídio do Temer?”

Mudança do vento

Nos últimos dois anos, tem havido uma dramática reversão da opinião pública na Alemanha quanto aos benefícios do comércio global livre, em geral, e da Parceria Transatlântica de Comércio e Investimentos (TTIP), proposta pelos EUA, em particular, informa o editor associado da edição europeia do jornal Financial Times, Wolfgang Münchau. “Em 2014, quase 90% dos alemães estavam a favor do livre comércio… Isto caiu para 56%. No mesmo período, o número de pessoas que rejeitam abertamente o TTIP subiu de 25% para 33%. Estes números não sugerem que a UE deveria se tornar protecionista. Mas a rápida mudança neles deveria servir como um sinal de alerta aos políticos, para caminharem com cuidado.”

Questão de direitos

O Facebook, a partir da proibição por um dia da operação do WhatsApp, iniciou campanha pela “liberdade na internet”. Mas a que espécie de liberdade se referem a empresa e internautas que apoiaram sem tantos questionamentos a tese? A liberdade de traficantes trocarem mensagens criptografadas sem serem incomodados? A liberdade da pedofilia? A liberdade de escolher qual lei será respeitada?

Farra

Para o ex-governador Anthony Garotinho, a crise no Estado do Rio de Janeiro tem três pilares: a farra dos incentivos fiscais (“beneficiaram até termas”), o aumento da terceirização (“alugaram ar refrigerado de escola e viatura de polícia”) e o aumento da corrupção. Em entrevista à CNT, o atual deputado federal diz que o problema não foi a queda dos royalties, que retiram do Rio R$ 3 bilhões, num orçamento de R$ 76 bilhões

Estelar

Muitos acharam caro o valor dos ingressos – US$ 199 por dia – para o superfestival que reunirá, na Califórnia, Rolling Stones, Paul McCartney, The Who, Bob Dylan, Neil Young e Roger Waters. Mas a entrada para um dia no Rock in Rio – que, apesar do bom elenco, não pode ser comparado à reunião de tantas estrelas – custava R$ 350, cerca de US$ 115.

Sem motorista

Opção de transporte que pode ser regulamentada em São Paulo juntamente com o Uber, o compartilhamento de carros sai mais barato que os serviços da companhia norte-americana e que os táxis. A Parpe, empresa que viabiliza a locação de carros entre pessoas, calculou a tarifa entre dois pontos de grande referência na grande São Paulo, o bairro Jardim Paulista e o Centro Empresarial Alphaville.

De táxi, o gasto seria em média de R$ 77; com o aplicativo Uber, entre R$ 49 e R$ 97, dependendo se for o simples ou o executivo. Um carro pela economia compartilhada custaria, durante um dia todo, R$ 48 (modelo popular) e R$ 120 (de luxo).

Mas falta acrescentar na conta do carro compartilhado o combustível e os salgados preços dos estacionamentos paulistanos.

Rápidas

O Carrefour, em parceria com o Exército de Salvação, realiza, até 31 de julho, sua tradicional Campanha do Agasalho. São mais de 70 pontos de coleta em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A expectativa da rede é ultrapassar a marca de 152 mil peças arrecadadas *** O diretor de RH do Grupo Clarin, Horacio Quiros, vem ao Rio em maio para a abertura do congresso estadual de RH (RH-RIO), no dia 17. Ele vai falar sobre a experiência de ser gestor do principal conglomerado de comunicação da Argentina *** A Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro e o curso de Turismo da Unisuam abrem dia 16, às 18h30, no Centro Cultural da universidade (Avenida Paris,72, Bonsucesso), a exposição de fotos Apaixonados pelo Rio, idealizada pelo professor Bayard Boiteux. Serão 30 fotos de Evandro Teixeira, Althayr Derossi, Marco Rodrigues, Cristina Lacerda, Alicinha Silveira e do próprio Bayard *** O Carioca Shopping celebra 15 anos com a campanha “A Nossa História se Liga na Sua”, com fotos de clientes ilustrando as imagens. De 7 de maio a 5 de junho, será apresentada uma exposição contando os principais marcos do desenvolvimento e evolução do empreendimento. Um vídeo com depoimentos de clientes que tiveram suas vidas marcadas por momentos que viveram no shopping também faz parte da exposição. No dia 8, data do aniversário, serão distribuídos brindes para quem visitar a exposição.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Campos marítimos do pós-sal estão em decadência

Os campos marítimos do pós-sal já produziram cerca de 16 bilhões de barris de óleo equivalente ao longo de sua história, ou seja, 63%...

Motoboys protestam em São Paulo

Entregadores tomaram ruas de São Paulo contra baixa remuneração e péssimas condições de trabalho

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.