Porto de livre comércio da China revela plano de abertura

As pessoas compram em uma loja duty-free em Haikou, capital da Província de Hainan, sul da China, em 10 de novembro de 2020. (Xinhua/Guo Cheng)

Xinhua - Silk Road

 

HAIKOU, 17 nov (Xinhua) — A Província de Hainan, no sul da China, planeja focar em três setores — compras isentas de impostos, assistência médica internacional e educação internacional — em seu esforço para se tornar um destino internacional de turismo e consumo, de acordo com seu plano de desenvolvimento 2021-2025.

A província insular é um porto de livre comércio. O plano publicado recentemente estabelece a meta para que sua indústria turística contribua para 17,8% de seu crescimento econômico total até 2025.

Esforços serão feitos na Zona Piloto de Turismo Médico Internacional de Lecheng em Boao para introduzir e cultivar um lote de instituições médicas profissionais e de ponta para promover o progresso da pesquisa em células-tronco, células imunes e terapia genética, além de outras novas técnicas no setor biomédico.

A zona piloto médica também incentiva as pessoas dos países membros da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP, na sigla em inglês) a virem para tratamento. Até 2025, espera-se que Lecheng atraia cerca de 500 mil pessoas para receber serviço médico em Hainan, observa o plano.

Em relação à educação, Hainan incentiva faculdades e instituições de ensino estrangeiras a se estabelecerem na ilha.

O número de estudantes internacionais em Hainan deve chegar a 10 mil até 2025. A província também introduzirá cerca de 15 escolas internacionais de ensino médio e creches e mais de três universidades de alto nível e faculdades profissionais do exterior nas áreas de ciência, agricultura e medicina até 2025.

Em junho do ano passado, a China lançou um plano para transformar a província em um porto de livre comércio globalmente influente e de alto nível até meados do século. Fim

Leia também:

Várias cidades na China divulgam medidas para estimular o consumo

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China toma medida para lidar com a inadimplência da Evergrande

Um passo crucial foi dado para abordar a recente inadimplência da incorporadora imobiliária China Evergrande Group, depois que o governo provincial de Guangdong realizou uma conversa regulatória com seu presidente e concordou em enviar um grupo de trabalho à empresa.

Indústria florestal floresce em Baise de Guangxi excedendo 15 bi yuans

A cidade de Baise, localizada na Região Autônoma Zhuang de Guangxi no sul da China, testemunhou a prosperidade da indústria florestal da cidade desde quando foi aprovada pelo Conselho do Estado para estabelecer uma zona piloto de desenvolvimento crítico e abertura em 2020, resultando em uma produção anual de mais de 15 bilhões de yuans no setor.

Cooperação China-Cingapura cria palcos para talentosos na China

Graças ao aprofundamento da cooperação entre China e Cingapura ao longo dos anos, a metrópole de Chongqing no sudoeste da China atraiu cada vez mais talentosos interdisciplinares a trabalharem juntos por um futuro melhor para os dois países.

Últimas Notícias

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Recorde de retiradas líquidas da poupança: R$ 12,37 bi

O Banco Central (BC) informou, nesta segunda-feira, que as retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 12,377 bilhões, em novembro. Essa...

Petrobras poderá se tornar uma empresa suja

A Petrobras anunciou no último dia 24 de novembro seu plano estratégico 2022-2026, com investimentos previstos de US$ 68 bilhões nos próximos 5 anos....

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...