Porto de livre comércio da China revela plano de abertura

As pessoas compram em uma loja duty-free em Haikou, capital da Província de Hainan, sul da China, em 10 de novembro de 2020. (Xinhua/Guo Cheng)

Xinhua - Silk Road

 

HAIKOU, 17 nov (Xinhua) — A Província de Hainan, no sul da China, planeja focar em três setores — compras isentas de impostos, assistência médica internacional e educação internacional — em seu esforço para se tornar um destino internacional de turismo e consumo, de acordo com seu plano de desenvolvimento 2021-2025.

A província insular é um porto de livre comércio. O plano publicado recentemente estabelece a meta para que sua indústria turística contribua para 17,8% de seu crescimento econômico total até 2025.

Esforços serão feitos na Zona Piloto de Turismo Médico Internacional de Lecheng em Boao para introduzir e cultivar um lote de instituições médicas profissionais e de ponta para promover o progresso da pesquisa em células-tronco, células imunes e terapia genética, além de outras novas técnicas no setor biomédico.

A zona piloto médica também incentiva as pessoas dos países membros da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP, na sigla em inglês) a virem para tratamento. Até 2025, espera-se que Lecheng atraia cerca de 500 mil pessoas para receber serviço médico em Hainan, observa o plano.

Em relação à educação, Hainan incentiva faculdades e instituições de ensino estrangeiras a se estabelecerem na ilha.

O número de estudantes internacionais em Hainan deve chegar a 10 mil até 2025. A província também introduzirá cerca de 15 escolas internacionais de ensino médio e creches e mais de três universidades de alto nível e faculdades profissionais do exterior nas áreas de ciência, agricultura e medicina até 2025.

Em junho do ano passado, a China lançou um plano para transformar a província em um porto de livre comércio globalmente influente e de alto nível até meados do século. Fim

Leia também:

Várias cidades na China divulgam medidas para estimular o consumo

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

FMI Eleva pesos de renminbi e dólar na cesta de SDR

O Fundo Monetário Internacional anunciou no sábado um aumento no peso do renminbi chinês e do dólar americano na cesta de Direitos Especiais de Saque (SDR) após concluir a revisão quinquenal.

Últimas Notícias

Brasil deverá atingir 12,5% da produção mundial de algodão até 2030

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em março, as cotações da commodity subiram em 5,41%.

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Eleitores agora podem contribuir com os seus candidatos.

Botijão de gás poderia custar R$ 60

Segundo Fernando Siqueira, com média de R$ 114, aproximadamente, o botijão chega a custar até R$ 160.

IGP-10 varia 0,10% em maio

Queda verificada em abril e maio nos preços de grandes commodities agrícolas e minerais contribuiu para queda da inflação ao produtor.

Previdência privada é pouco usada; 92% dependem de recursos do INSS

Mais da metade dos brasileiros gostaria de parar de trabalhar com 60 anos, mas só 28% acham que vão conseguir.