Porto Seguro firma acordo com Plugify

Companhia adquire 10% de participação na startup.

A Porto Seguro anunciou a aquisição de 10% de participação na Plugify, startup brasileira de HaaS – Hardware as a Service que simplifica o acesso e a gestão de TI para empresas de todos os portes, com atuação no segmento tech que oferece aluguel de equipamentos eletrônicos e gestão integrada de TI para empresas. O negócio ainda compreende uma cadeira para a Porto no conselho da Plugify. A negociação tem o objetivo de ampliar as oportunidades da companhia na oferta de seguros para equipamentos locados junto aos clientes, além de oportunidades adicionais na expansão de benefícios e serviços de conveniência para empresas.

Marcelo Picanço, CEO da Vertical Seguros da Porto Seguro, destaca a sinergia de propósitos e atuações das duas empresas como um ponto importante para a celebração do acordo. “Porto Seguro e Plugify contam com modelos de negócios que se complementam e enxergamos a possibilidade de aproveitar essas sinergias para alavancar os negócios e oferecer soluções ainda mais abrangentes para o importante mercado de empresas.”

A aquisição do percentual foi feita por meio do Fundo de Investimentos da Porto Seguro, seguindo modelo adotado anteriormente em aquisições como as da Atar (no ambiente financeiro) e da Segfy (em seguros). A Plugify recebeu também aporte financeiro da investidora Jera Capital.

Alexandre Gotthilf, cofundador e CEO da Plugify, destaca a experiência e a solidez da Porto no segmento de seguros como fatores importantes para essa parceria. “Faz parte da estratégia de negócios da Plugify ampliar a oferta de serviços por meio de importantes parcerias com a firmada com a Porto Seguros. Com essa aliança estratégica o nosso objetivo é levar o melhor serviço aos clientes, bem como, ampliar a nossa participação de mercado”, ressalta Alexandre.

As empresas ainda não tinham uma relação prévia, mas o modelo de negócio proposto pela Plugify despertou o interesse pela aproximação. “Observamos uma oportunidade de melhor atender ao mercado corporativo, com especial foco em pequenas e médias empresas, com soluções de locação de ativos de informação, seguros e serviços de conveniência, como help desk. Esta iniciativa está alinhada com a nossa estratégia de conectar soluções de proteção a ecossistemas de grande potencial de crescimento.”, destaca Picanço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ação civil para incluir fonte solar em leilão de energia

Associação do setor fala em 'tratamento isonômico para empreendimentos fotovoltaicos participarem de leilões do Governo Federal.'

‘Política do calendário eleitoral reduz preço da gasolina’

Combustível recuou quase 10%; para Deyvid Bacelar, Bolsonaro tirou do preço o ICMS, que ia para escolas, hospitais... mas não mexeu no PPI'.

Número de candidatos ao Senado já passa de 200

Na Câmara, mais de 9 mil candidatos disputam uma vaga; número de policiais candidatos cresceu 27% na comparação com 2018.

Últimas Notícias

Nubank: resultado do 2T22 e a perspectiva de recuperação das ações

Destaque para captação de clientes, mas risco de inadimplência é alto.

Rio CVB: Receita do Rock in Rio acima de US$ 158 milhões

Evento deve gerar pagamento de US$ 7,9 milhões em impostos à cidade.

Anatel recebe cerca de 1 milhão de queixas

Reclamações foram contra serviços de telefonia, internet e TV.

Europa admite 2 pesos na crise na Ucrânia e em Gaza

Cinismo típico da mentalidade colonial

Ação civil para incluir fonte solar em leilão de energia

Associação do setor fala em 'tratamento isonômico para empreendimentos fotovoltaicos participarem de leilões do Governo Federal.'