Povão

Ratinho parece ter se tornado o mais novo conselheiro de governantes brasileiros. Alguns dias depois de se reunir com FH no Alvorada, o apresentador do SBT passeou ontem pelo Rio na companhia do governador Anthony Garotinho. Os dois tomaram café da manhã juntos no Palácio Laranjeiras. A seguir, visitaram a Delegacia Legal (Centro), distrito da Polícia Civil considerado modelo pelo Governo do Estado. Garotinho chegou a levar Ratinho ao aeroporto Santos Dumont, onde o apresentador pegaria um avião para São Paulo. Antes do embarque, eles pararam na lanchonete do aeroporto, para tomar café e água de coco. A Assessoria de Imprensa do Governo estadual informou que o encontro foi pedido por Ratinho, que “quis conhecer o governador do Rio. Tem muita gente querendo conhecê-lo”, segundo informou a assessoria. Espera-se que Sérgio Mallandro – outro apresentador de programas “populares” – não tenha o mesmo desejo.

Bomba no mar
O Brasil pode ser rota de dois navios de bandeira britânica que partiram ontem da Europa rumo ao Japão carregando 446 quilos de plutônio combustível. Por razões de segurança, o comboio tem duas outras rotas alternativas. O Governo brasileiro ainda não se pronunciou sobre o assunto. A quantidade de plutônio carregada pelos navios daria para construir 60 bombas atômicas. O material será usado no programa japonês de produção de energia a partir do plutônio. Os governos da Irlanda, Nova Zelândia, Coréia do Sul e de 25 países da região do Caribe manifestaram preocupação com o destino do carregamento.

Mundial
O Departamento de Estado dos Estados Unidos encomendou 9.500 aparelhos celulares Iridium à Motorola, negócio no valor de US$ 1,4 milhão. Os telefones possibilitam ligações de qualquer parte do planeta. Os EUA alegam que fizeram o pedido para expandir seu sistema de comunicação global. Não se sabe exatamente o uso que será dado aos aparelhos, mas a encomenda, no mínimo, serve para reduzir os boatos que insistiam em falar do fraco desempenho comercial do sistema Iridium. Com ajuda do liberal governo norte-americano, as dificuldades são coisa do passado.

Pechincha
Quem fizer uso dos banheiros nos terminais rodoviários do Estado do Rio pelo menos não vai ficar apertado na hora de pagar a tarifa de uso: a partir de agosto a utilização vai custar apenas R$ 0,25 – atualmente o valor varia entre R$ 0,60 (no interior do estado) a R$ 1,00 (Rodoviária Novo Rio). Não se sabe em quanto a redução determinada pela Secretaria estadual de Transportes irá colaborar para diminuir o custo de vida. A medida entra em vigor apenas nos terminais administrados pela Coderte (Centro do Rio – Praça Mauá -, Campo Grande, Nova Iguaçu, Nilópolis, Mendes, Vassouras, Itaboraí e Itatiaia). Os demais são tocados pela iniciativa privada e a redução depende de negociação com as concessionárias. Segundo a Secretaria de Transportes, pesquisa foi feita e constatou-se que o bom atendimento à população poderá continuar sendo feito a um menor preço. Se a pesquisa estiver correta, o lucro no banheiro da Novo Rio deve ser caso de recorde mundial.

Moderno
O Projeto de Reforço ao Sistema Único de Saúde (Reforsus) vai selecionar um hospital por estado para servir de vitrine à implantação de um moderno e eficiente modelo de gerenciamento hospitalar. Conhecendo o Governo FH, não será surpresa se este projeto não passar de uma maquiagem para atender aos marqueteiros de plantão. Trabalha-se na vitrine e os demais hospitais permanecem na pindaíba de sempre.

Marcha lenta
O funcionamento dos interurbanos está longe da normalidade. Ligar para celulares de outros estados pode se tornar uma prova de paciência. Já ligações a cobrar podem surpreender usuários: pelo menos dois clientes da Telemar receberam chamadas sem saber que estavam sendo convocados a pagar a conta – não entrou a gravação avisando que se tratava de ligação a cobrar. Nem ao menos os descontos – objetivo alegado pelo Governo para promover toda essa confusão – os proprietários de telefones podem usufruir. As propagandas continuam salientando o número da “prestadora” e deixando para segundo plano o custo das tarifas.

Bingo
Polêmica na Assembléia Legislativa de Minas Gerais. Publicação do gabinete do deputado Durval Ângelo (PT) informava que ele recebera em maio pouco  mais de R$ 41 mil. O presidente da Assembléia, Anderson Adauto (PMDB) se apressou a negar que fosse essa a soma de salários e ajuda de custos dos deputados mineiros. Esclareceu que o petista recebera naquele mês, junto com seus vencimentos, dinheiro proveniente de um consórcio feito entre os parlamentares. Segundo Adauto, o salário dos deputados é “apenas” de R$ 18 mil.

Avestruz
A obsessão em tentar disfarçar maus resultados leva a posturas difíceis de explicar. Enquanto o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Edward Amadeo, admite que a inadimplência está aumentando, o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Paulo Saab, diz confiar na recuperação no segundo semestre porque a inadimplência estaria diminuindo. As vendas industriais do setor no primeiro semestre caíram quase 30% em relação a igual período do ano passado.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstreitamento
Próximo artigoOportunidades

Artigos Relacionados

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico