Prazo ampliado

Os eleitores faltosos terão mais 30 dias para regularizarem sua situação junto a Justiça Eleitoral. O prazo final se esgotaria ontem. A decisão foi tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após verificar a baixa procura por parte dos eleitores que não votaram nem justificaram ausência das urnas nas três últimas eleições, sendo cada turno de votação considerado uma eleição. Em todo o país, há 6.531.924 eleitores nessa situação. O total de eleitores que procuraram os cartórios não passa de 2% do total. Muitos eleitores podem ter falecido, mas entre os que não se recadastaram há, certamente, aqueles que estão nos cemitérios na condição de “fantasmas”.
Fantasma baiano
Entre os estados onde os fantasmas andam fazendo festa deve se incluir a Bahia, cujo número de eleitores que não se justificaram perante o TSE representa quase 10% do eleitorado – disparado o maior percentual do Nordeste (no Ceará, por exemplo, apenas 3,7% são faltosos). A Bahia só perde para estados do Norte (Pará tem 14,9% dos eleitores ameaçados de perder seus títulos), onde as condições do clima muitas vezes impedem a votação. Difícil creditar o fato somente à famosa malemolência baiana.

Detalhes
Do senador Saturnino Braga sobre a renegociação da dívida mobiliária do Rio. “Ainda faltam alguns detalhes para o fechamento do acordo. Acredito que já esteja na reta final. A dívida mobiliária  já está rolada até dezembro. Com isso, temos outubro e novembro para acertar esses detalhes como o Fundo de Previdência e o quantitativo dos royalties do petróleo”

Compaixão
A entrevista do ministro José Serra, no último fim de semana, fornece revelador raio X do grau de submissão do tucanato aos interesses da “globalização”. Depois de apontar vários dos graves males que a aplicação das políticas do FMI tem causado ao País, como o aumento dos gastos com remédios contra a Aids, Serra conclui, mostrando toda a sua prostração diante do pensamento único: “A oposição também ganharia apontando saídas práticas, que dependam, efetivamente, da disposição do Bird e do FMI de praticarem o que estão pregando agora.” Ou seja, para Serra a adoção de políticas autônomas pelo País deve estar condicionada à compaixão do Bird e do FMI.

Teimosia
Se o governo insistir em aprovar no Congresso o fator previdenciário para aumentar o tempo de contribuição para a aposentadoria pode sofrer nova derrota no Supremo. Basta ler o voto unânime dos ministros, que equipararam a cobrança de aposentados e pensionistas a um confisco de renda.

Mercosul
O acúmulo do prêmio da Mega-Sena, que pode chegar a R$ 60 milhões, aumentou o fluxo na fronteira do Brasil. Centenas de argentinos, paraguaios, entre outros vizinhos de origem hispânica, resolveram tentar a sorte aqui. Afinal, cerca de US$ 30 milhões é dinheiro para ser contado em qualquer língua.

Cara de pau
A declaração do senador Antônio Carlos Magalhães, no fim de semana, de que ele foi “o primeiro a gritar contra o FMI” já lhe garantiu, a três meses do fim do ano, o Troféu Óleo de Peroba de 99.

Popularidade
Analistas que costumam acompanhar a estafante agenda de FH garantem: Não é verdade que, depois de ser eleito sócio honorário e presidente de honra do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), FH vá se candidatar a síndico do prédio onde morava em São Paulo.

Aposentado
As últimas semanas consecutivas em que o prêmio da Mega-Sena acumulou não deixam dúvidas: o ex-deputado João Alves desistiu de jogar nas loterias.

Se o FMI deixar
Do secretário Wagner Victer sobre as conclusões finais do primeiro “workshop” do pólo Gás-Química, realizado ontem na sede da Federação das Indústrias do Rio (Firjan): “O evento serviu para deixar bem claro os próximos passos e o que será necessário do Governo Federal para viabilizá-lo. O Governo do Estado do Rio e a Prefeitura de Duque de Caxias assumiram compromissos. Agora só falta o Governo Federal”.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTroco
Próximo artigoCanecão

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Triste realidade

Em cada 4 bairros do Rio, 1 tem milicianos ou traficantes

Pré-candidatura de Ceciliano ao Senado ganha apoio na Região Serrana

Prefeito do PSB vira as costas para candidato do partido.

Informalidade atinge 40,1% da população ocupada

Segundo IBGE, desemprego caiu para 9,8%; rendimento fica estável.

Empresas buscam alternativas para captar recursos

Por Luciano Camargo Neves.

Bacen chinês enfatiza importância de apoio financeiro à economia real

O banco central da China disse nesta quarta-feira que irá construir um mecanismo eficaz para fornecer apoio financeiro à economia real.