Pré-candidatos buscam votos sem sair de casa

Em tempos de confinamento, redes sociais ganham importância para eleições municipais.

Decisões Econômicas / 15:32 - 16 de abr de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Em tempos de pandemia, os pré-candidatos a prefeito sem mandato parlamentar, impedidos de ir às ruas em respeito ao confinamento social, tentam a todo custo chegar aos eleitores. E Facebook, Instagram e WhatsApp são os canais preferidos para quem tenta a todo custo se sobressair. Posts, debates, lives, não faltam alternativas. Eduardo Paes (DEM), por exemplo, além de postar muita coisa na s redes sociais, conversa diretamente com simpatizantes via Facebook e Instagram todas as segundas-feiras, às 19h. Quer fazer disso uma rotina para aglutinar cada vez mais gente.

 

Alerj mantém sessões virtuais

A Alerj também vem usando bem a internet. As sessões virtuais com votação por meio de videoconferência tem discutido e aprovado projetos importantes para o estado enfrentar a pandemia de coronavírus. Na sessão da última terça-feira, por exemplo, 12 projetos de lei voltados ao combate à pandemia e seus efeitos socioeconômicos foram aprovados. Entre eles estão medidas como a obrigatoriedade de distribuição de equipamentos de proteção individual para trabalhadores de serviços essenciais e a prioridade para idosos em serviços de entrega em domicílio.

Deputado Rosenverg Reis

Ampliação do horário de bancos e lotéricas

O deputado Rosenverg Reis (MDB) defende a ampliação do horário de funcionamento de bancos e casas lotéricas. Segundo ele, o horário reduzido, adotado atualmente, tem provocado filas e aglomerações, algo que se tenta evitar por causa da pandemia de coronavírus. O parlamentar quer que esses estabelecimentos passem a funcionar de 7h às 19h.

 

Eles não desistem

Cinco deputados estaduais presos na Operação Furna da Onça, há mais de um ano, ainda tentam de todas as formas assumirem seus mandatos. Essa semana o deputado André Corrêa pediu ao Supremo Tribunal Federal a suspensão da liminar que o impede de retomar o mandato na Assembleia Legislativa do Rio, mas não obteve sucesso. Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcus Vinicius Neskau (PTB) e Marcos Abrahão (Avante) estão na mesma situação. O grupo é acusado de comandar esquema que envolvia propinas mensais de R$ 20 mil a R$ 100 mil.

Deputada Martha Rocha

Alerj acompanha debate sobre nova vacina

A Comissão de Saúde da Alerj, presidida pela deputada Martha Rocha (PDT), está acompanhando o debate sobre quando e a que custo virá uma vacina contra a Covid-19. Hoje, uma das notícias de maior repercussão sobre o tema dá conta de que existem 70 vacinas contra o coronavírus em desenvolvimento no planeta. Três delas são as candidatas mais fortes porque já estão sendo testadas em seres humanos. Mas especialistas afirma que pode levar de oito meses a um ano a homologação de uma vacina.

 

Lá vem Gustavo Schmidt descendo a ladeira

O inferno astral do deputado Gustavo Schmidt (PSL) está longe de acabar. De deputado mais votado de Niterói e propenso candidato a prefeito da cidade, Schmidt viu seu mundo desabar nos últimos meses. Foi acusado de usar dinheiro público para favorecer um aliado de Nilópolis, na Baixada Fluminense, foi preso em uma festa, desobedecendo a lei de isolamento social, e, agora, perdeu a presidência do diretório municipal do partido.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor