Pré-candidatos disputam audiência na internet

Em seriado norte-americano, candidato ficou 24 horas ao vivo.

Decisões Econômicas / 17:03 - 28 de mai de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nas eleições deste ano, um novo capital político está em disputa: o alcance nas redes sociais. Quem está conseguindo mais visualizações em suas aparições nas redes sociais está se sentindo em vantagem. Aliás, as lives (apresentações ao vivo) na internet entraram de vez nas agendas dos políticos. Pré-candidatos a prefeito e a vereador não podem ir à rua nem promover reuniões com simpatizantes por causa do coronavírus. O jeito é tentam interagir com os eleitores através das lives. O problema é que está tudo muito igual. Em um seriado da Netflix, um candidato à presidência norte-americana ficou 24 horas ao vivo conversando com eleitores na internet. Fica a dica!

André Ceciliano

Redução da mensalidade escolar

Deputados esperam que o governador Wilson Witzel sancione logo a lei que garante desconto de 30% nas mensalidades escolares. Aprovada esta semana na Alerj, a lei será um alívio para muitos pais que enfrentam dificuldades financeiras por conta da pandemia do coronavírus. A aprovação da matéria não foi fácil e o texto foi alterado várias vezes. O autor original da proposta, o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), participou de várias rodadas de discussão com outros parlamentares e representantes dos estabelecimentos de ensino. No final, o texto aprovado teve a coautoria de outros 33 deputados.

 

Anistia para quem descumpriu a quarentena

As medidas de isolamento social no estado ainda nem acabaram e o deputado Dr. Serginho (REP) já quer anistia para os comerciantes que foram ou ainda serão multados por desrespeitar a legislação vigente mantendo seus estabelecimentos em funcionamento durante a pandemia do coronavírus. Em projeto apresentado na Alerj, o deputado pede anistia das multas para shoppings, comércios de rua, quiosques e até vendedores ambulantes autuados entre 17 de março até o término da vigência do Decreto Estadual 46.984, de 2020, que reconhece o estado de calamidade pública em razão da grave crise de saúde.

 

Homenagem aos heróis da pandemia

A Câmara Municipal do Rio está criando o Diploma de Reconhecimento e Gratidão aos trabalhadores envolvidos em atividades essenciais durante a pandemia de Covid-19. A homenagem, proposta da Mesa Diretora, terá que ser votada em cinco sessões consecutivas. Os vereadores poderão distribuir os diplomas para profissionais da área de saúde e trabalhadores de transportes públicos, segurança pública, coleta de lixo, supermercados, drogarias e farmácias, frentistas, entregadores de mercadorias como alimentos e medicamentos, entre outros.

 

Fim dos cortes nos fins de semana

O Senado aprovou esta semana, por votação unânime o substitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto que proíbe o desligamento de serviços públicos como água e energia elétrica nas sextas-feiras, fins de semana e feriados. O projeto ainda depende se sanção presidencial para entrar em vigor. A relatora do projeto, senadora Kátia Abreu (PP-TO), resolveu manter o substitutivo ao texto original, do senador Weverton Rocha (PDT-MA), aprovado pelo Senado em dezembro do ano passado. Foi mantida a cobrança de taxa de religação por falta de pagamento.

 

Adiamento das eleições

O Senado decidiu que vai esperar até o dia 30 de junho para decidir se vota ou não o adiamento das eleições municipais deste ano por causa da pandemia de coronavírus. Antes, uma comissão vai ao presidente do Tribunal Superior Eleitora, ministro Luís Roberto Barroso, para discutir com ele as alternativas que poderão ser adotadas. Para adiar a votação, o Senado precisa votar uma Proposta de Emenda Constitucional.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor