27.6 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 15, 2021

Pré-sal viável a partir de US$ 25,11 por barril

No sistema de partilha, a exploração do pré-sal é viável a partir de US$ 48,74 por barril. Se for adotado o regime de serviços, cai para US$ 36,72, e o de serviços com incentivos, para US$ 32,75. Já se regredirmos e voltar à concessão, o break even price sobe para US$ 57,82. Os resultados das simulações feitos nas reservas da bacia de Santos estão no estudo “Pré-sal e Petrobras além dos discursos e mitos: disputas, riscos e desafios”, do professor Ildo L. Sauer, vice-diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP e ex-diretor da Petrobras, e de Larissa Araújo Rodrigues, doutora em Energia pela mesma universidade.

Esses valores indicam que a produção dos campos no pré-sal é viável financeiramente nesses patamares de preços do barril de petróleo, mesmo com a necessidade de altos investimentos em capital para novas unidades de produção”, analisam. “Essa constatação é importante, pois desde as descobertas das reservas na área do pré-sal existe um grande debate nacional acerca da viabilidade econômica dessas reservas e também a veiculação de matérias na mídia e afirmações de especialistas no setor que indicavam a não viabilidade econômica.”

A exploração fica financeiramente ainda mais favorável sob um cenário de investimento em capital que considera o reaproveitamento de infraestruturas existes, como a adaptação de FPSO e o uso de navios aliviadores que operam em outros campos. Para a bacia de Santos, “os valores médios de break even price encontrados são de US$ 33,82 por barril para o regime de cessão onerosa combinado com partilha de produção para volumes excedentes, de US$ 44,40 por barril no regime de concessões, de US$ 37,94 por barril no regime de partilha de produção, de US$ 28,19 por barril no regime de serviços e de US$ 25,11 por barril no regime de serviços com incentivos”.

Desajustados

Um setor está a salvo do ajuste fiscal: o da mídia dependente das verbas de publicidade do Governo Federal. Levantamento elaborado pelo site O Cafezinho mostra que, de maio a novembro (Governo Temer, portanto), a verba da Secom para contratação de propaganda cresceu 21,3% (de R$ 87,5 milhões para R$ 106,1 milhões). A parcela da grande mídia (grande principalmente em dívidas) foi regada com muito mais intensidade: aumento de 137,2%.

Limite

Se aumentar o número de acidentes e mortes nas marginais, João Doria deveria ser incriminado pessoalmente.

Rápidas

As Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha) iniciam em 11 de janeiro o curso de extensão Laboratório de Jornalismo Carnavalesco, com 60 horas de duração. Os alunos terão contato direto com os ensaios das escolas de samba e terão a oportunidade de vivenciar o clima da Marquês de Sapucaí, como se fossem integrantes da equipe do site Carnavalesco, parceiro da Facha. As inscrições devem ser feitas pelo site http://bit.ly/2glBzNa *** A ClickSoftware nomeou Wagner Tadeu como gerente-geral para as suas operações na América Latina. O segmento em que a empresa atua – serviços em campo – deve crescer 20% ao ano até 2020, alcançando, segundo a MarketsandMarkets, faturamento de US$ 5,11 bilhões *** O ministro do Turismo, Marx Beltrão, apresenta nesta quarta-feira a previsão de movimentação turística para o verão, com números de viagens estimado e os principais destinos dos brasileiros *** A Toyota do Brasil terá um novo presidente a partir de 2 de janeiro, Rafael Chang, que vai se reportar diretamente a Steve St.Angelo, CEO da montadora japonesa para a América Latina e Caribe e chairman da Toyota do Brasil *** A inauguração do recurso de vídeo para auxiliar o juiz de futebol, no Mundial de Clubes, não impediu a velha prática de beneficiar o time mais famoso. O árbitro deixou de dar um cartão amarelo ao ser informado que o jogador – do Real Madrid – já tinha um cartão e teria que ser expulso.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.