Preço de imóveis comerciais à venda caiu 0,55% em novembro

Com os últimos resultados, valores médios de venda e locação do segmento ampliaram queda para 1,08% nos últimos 12 meses.

O preço médio de venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 m² recuou 0,55% em novembro, enquanto o preço médio de locação desse segmento apresentou queda de 0,19% no mesmo período. Comparativamente, esses resultados foram inferiores à variação do IPCA/IBGE (+0,89%) e do IGPM/FGV (+3,28%) no mês. No caso do preço médio de venda, a variação negativa foi impulsionada pelo comportamento do preço médio em: Porto Alegre (-1,10%), Florianópolis (-0,86%), Salvador (-0,77%), Belo Horizonte (-0,72%) e Curitiba (-0,64%), ao passo que a variação do preço médio de locação foi influenciada pelo declínio do valor dos imóveis nas cidades: Rio de Janeiro (-0,74%), Belo Horizonte (-0,58%), Curitiba (-0,30%), Campinas (+0,27%) e Niterói (-0,12%)). Com esses resultados, o preço médio de venda do segmento comercial ampliou a queda para 0,75% em 2020, enquanto o preço médio do aluguel passou a recuar 0,94% no acumulado do ano.

O preço médio de venda de imóveis comerciais ampliou a queda nominal para 1,08% nos últimos 12 meses, variação equivalente à registrada para o preço médio de locação comercial no mesmo horizonte temporal. Para fins de comparação, a inflação acumulada nos últimos 12 meses supera as variações citadas, tanto no caso do IPCA/IBGE (+4,31%) quanto IGP-M/FGV (+24,52%). A queda nominal no preço médio de venda de imóveis comerciais é influenciada, nesse intervalo, pelo recuo do preço médio observado em cidades como: Brasília (-3,93%), Belo Horizonte (-3,64%), Porto Alegre (-3,26%), Rio de Janeiro (-3,07%), Niterói (-3,03%), Curitiba (-0,31%) e Campinas (-0,31%). Já com respeito ao preço de locação, os maiores recuos nos últimos 12 meses foram registrados no Rio de Janeiro (-5,41%), em Salvador (-4,35%), Curitiba (-3,57%), Florianópolis (-1,45%), Porto Alegre (-0,95%), Brasília (-0,63%) e Belo Horizonte (-0,25%).

Em novembro de 2020, o valor médio do m² de imóveis comerciais nas cidades monitoradas pelo Índice FipeZap foi de R$ 8.430/m², no caso de imóveis comerciais anunciados para venda, e de R$ 37,09/m², entre aqueles destinados para locação. Entre todas as 10 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, São Paulo se destacou com o maior valor médio tanto para venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 m² (R$ 9.615/m²), quanto para locação de imóveis do mesmo segmento (R$ 43,93/m²). Comparativamente, no Rio de Janeiro, os preços médios de venda e de locação de salas e conjuntos comerciais anunciados foram de R$ 9.341/m² e R$ 37,86/m², respectivamente.

Pla razão entre o preço médio de locação e o preço médio de venda dos imóveis comerciais, é possível obter uma medida da rentabilidade para o investidor que opta por investir no imóvel com a finalidade de obter renda com aluguel (rental yield). O indicador pode ser utilizado para avaliar a atratividade de salas e conjuntos comerciais em relação a outras opções de investimento disponíveis (incluindo, por exemplo, investimento em imóveis residenciais para obtenção de aluguel e aplicações financeiras). Em novembro de 2020, o retorno médio do aluguel comercial (anualizado) foi calculado em 5,43% ao ano, superando a rentabilidade do aluguel calculada para imóveis residenciais (4,70% ao ano), bem como o retorno médio real de aplicações financeiras de referência.

Leia mais:

A lógica do IGPM: indexação do aluguel não reflete a realidade

Com alta do IGP-M, especialistas recomendam negociação do aluguel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Economia no Governo Bolsonaro é a pior em 4 décadas

PIB do País crescerá menos que na década perdida.

Sobra água no Norte e Nordeste, mas ONS despacha térmicas caras

Usinas não conseguem utilizar linhas de transmissão.

Últimas Notícias

Valor da internet em Portugal está mais barato

Dados recentes do Eurostat, Serviço de Estatística da União Europeia, referentes a dezembro de 2021, mostra que Portugal lidera na descida de preços dos...

Modal finaliza aquisição da integralidade do banco digital LiveOn

O Modal, banco de investimento, fechou a aquisição de 100% da infratech LiveOn, operação divulgada em outubro de 2021, e só agora aprovada pelo...

Fitch afirma IDRs BB’ e rating nacional ‘AAA do Itaú Unibanco

A Fitch Ratings afirmou nesta segunda-feira os IDRs (Issuer Default Ratings - Ratings de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moedas Estrangeira e...

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Subida de juros assusta investidores

A segunda-feira (24) foi marcada como um dia de aversão a risco com fortes quedas nas bolsas internacionais, observou Jansen Costa, sócio-fundador da Fatorial...