Preço do diesel pode cair mais de R$ 1,18 por litro

Técnicos apresentam proposta justa para Petrobras e consumidor.

Uma nova política de preços para reajuste dos combustíveis permitira uma redução no valor cobrado pelo diesel nos postos superior a R$ 0,60 por litro. Uma proposta alternativa ao preço paritário de importação (PPI) para o diesel foi feita pela Associação dos Engenheiros da Petrobrás (Aepet) em junho de 2019, e pode ser estendida aos demais derivados do petróleo.

O primeiro ponto destacado pela entidade é o fato de a estatal incorporar no preço dos combustíveis o custo de internação, por uma trader (importadora), que compra os produtos de refinarias nos Estados Unidos. “Ou seja, a Petrobras cobra da população brasileira um custo de internação com o qual não é onerada, uma vez que mais de 90% da demanda de diesel no Brasil pode ser atendida pelo parque nacional de refino.”

Outra medida que pode contribuir para reduzir a volatilidade do preço do diesel no mercado doméstico é a definição de períodos mensais para o reajuste, quando houver elevação do preço do petróleo combinada, ou não, com desvalorização da taxa de câmbio.

A proposta leva em conta o preço do diesel produzido nos Golfo dos Estados Unidos (FOB-USCG); o preço competitivo para exportação de diesel pelas refinarias brasileiras, chamado de preço paritário de exportação (PPE); e os custos de exploração, produção e refino para a produção do diesel pela Petrobras.

A política proposta, chamada de Preço Justo e Competitivo (PJC), permite a redução do preço do diesel vendidos nas refinarias da Petrobras de R$ 0,10 a R$ 0,76 por litro, em função da variação do preço do petróleo Brent, de US$ 30 a US$ 120 por barril. A taxa de câmbio considerada pela Aepet foi de R$ 4 por dólar. Com a moeda norte-americana a R$ 5,45, como fechou a cotação nesta segunda-feira, a redução seria quase 40% maior.

Os preços ao consumidor final, nos postos de distribuição, seria de R$ 0,15 a R$ 1,18 por litro, novamente levando em conta o dólar de junho de 2019. “A política de preços proposta preserva a lucratividade e capacidade empresarial da Petrobras, compatível com seu desempenho histórico e consistente com seus pares da indústria internacional”, ressalta a Aepet.

Leia mais:

Reajuste do diesel agrava crise no transporte público

Diesel avança 2,3% em sua terceira alta consecutiva

Diesel fechou 2020 acima da média dos 11 últimos meses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ford anuncia venda da fábrica de Taubaté

No ano passado, montadora anunciou o fim de suas atividades no país.

Quatro em 10 brasileiros pretendem pedir crédito nos próximos 90 dias

Intenção atingiu maior patamar desde junho de 2021; dívidas são o principal motivo.

Healthtechs e edtechs rivalizam com fintechs por investidores

Startups de saúde e de educação se aproximam das empresas de tecnologia financeira na disputa pelos aportes

Últimas Notícias

Ceciliano lidera mais uma frente em defesa do Rio

Governo Federal quer desviar térmicas para o Nordeste.

EUA: 3 em 4 mortes por Covid foram acima de 65 anos

Segundo relatório, óbitos pela doença no país equivalem a ataque de 11 de setembro todos os dias durante 336 dias.

China emite US$250,66 bilhões em títulos dos governos locais até abril

Os governos locais da China emitiram mais de 1,69 trilhão de yuans (cerca de US$ 250,66 bilhões) em títulos nos primeiros quatro meses deste ano, mostraram os dados do Ministério das Finanças nesta quarta-feira.

Produção da indústria satélite da China atinge US$ 69 bilhões

O valor total de produção da indústria chinesa de navegação e serviços de localização por satélite atingiu 469 bilhões de yuans (US$ 69,6 bilhões) em 2021, um aumento anual de 16,3%, de acordo com um livro branco da indústria divulgado na quarta-feira.

Flexibilidade aumenta conexão com a cultura da empresa

Política de benefícios adaptada aos modelos remotos permite que profissionais se sintam vistos, mesmo que fisicamente não sejam