Preço de carros usados tem leve recuo, mas margem bruta cresce

Já 55% das buscas por elétricos usados se concentram em veículos acima de R$ 250 mil

102
Carro elétrico abastecendo (Foto: Mikes Photography/Pixabay)
Carro elétrico abastecendo (Foto: Mikes Photography/Pixabay)

O mercado de veículos usados manteve sua boa performance no mês de abril, com o tíquete médio atingindo R$ 80.001. Em relação ao mês anterior, o valor médio recuou 1,9%, mas vale lembrar que março apresentou o maior preço desde junho de 2023, chegando a R$ 81.596. Já a margem bruta cresceu e ficou em 11,2% em abril, e o giro de estoque se manteve em 38 dias. Os dados são do “Estudo Megadealer de Performance de Veículos Usados” da Auto Avaliar.

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em termos de volume de vendas, mais de 968 mil unidades de carros e comerciais leves usados foram comercializadas no período, representando crescimento de 12% sobre o mês anterior. No acumulado do ano, a marca de 3,5 milhões de vendas de usados já foi ultrapassada, sendo em média 4,7 usados vendidos para cada carro 0km.

Para a Auto Avaliar, os primeiros meses apontam para um 2024 superior a 2023, que fechou com crescimento de 8,6% ante o ano anterior. O retorno sobre o investimento (ROI) das concessionárias se manteve em 70% pelo segundo mês consecutivo. Mais uma vez, o destaque fica com a Honda, com um ROI de 109%.

Entre as redes de concessionárias que tiveram a maior taxa de conversão (avaliação versus venda), cinco marcas se destacaram, ficando acima da média de 21%: Chevrolet (27%), Hyundai (23%), Fiat (23%), Mitsubishi (22%) e Volkswagen (22%). Já a Ford (15%), Toyota (16%) e Kia (17%) apresentaram as menores taxas de conversão.

Espaço Publicitáriocnseg

Depois de dois meses consecutivos eleito o carro de maior rentabilidade, o Fiat Argo perdeu a liderança e caiu para a sétima colocação. De acordo com a Auto Avaliar, o primeiro lugar em retorno no mês de abril ficou com o Toyota Yaris, que apresentou o maior ROI, após dois meses figurando entre a segunda e terceira posição no ranking, com preço médio de R$ 85 mil, margem bruta de 10,8% e giro de estoque médio de 29 dias. Em segundo lugar ficou o Honda City (preço médio de R$ 100 mil, margem de 11% e giro médio em 31 dias), seguido do Honda Civic (preço médio de R$ 132 mil, margem de 10% e giro médio em 30 dias).

Entre as redes de concessionárias que tiveram a maior taxa de conversão (avaliação versus venda), cinco marcas se destacaram, ficando acima da média de 21%: Chevrolet (27%), Hyundai (23%), Fiat (23%), Mitsubishi (22%) e Volkswagen (22%). Já a Ford (15%), Toyota (16%) e Kia (17%) apresentaram as menores taxas de conversão.

Foram mais de 215 mil veículos avaliados e 39 mil captações pelos concessionários de todo o Brasil, com crescimento pelo terceiro mês consecutivo, atingindo recorde mensal de 2024. A amostra do estudo engloba 2.678 concessionárias de 23 diferentes marcas.

Outro levantamento, realizado pela Webmotors, mostra que 55% das buscas por elétricos usados na plataforma se concentram em veículos acima de R$ 250 mil, enquanto 22% procuram por automóveis da categoria com preço superior a R$ 500 mil; e 70% das pesquisas dos usuários brasileiros por eletrificados novos são de modelos híbridos.

Os dados apresentam ainda os rankings dos carros elétricos e híbridos novos e usados, mais buscados pelos usuários da plataforma de janeiro a março de 2024.

Entre os veículos elétricos 0km mais pesquisados no marketplace no período, dois modelos da BYD ocupam os primeiros lugares do levantamento: Dolphin (1°) e Seal (2°). Na terceira posição, aparece o GWM Ora-03.

Em relação aos seminovos, o Porsche Taycan se destaca como o elétrico usado mais procurado no primeiro trimestre deste ano, seguido por BYD Dolphin e Volvo XC40, na segunda e terceira colocação, respectivamente.

Já entre os híbridos 0km, a BYD surge na liderança, desta vez com o Song Plus no alto do pódio, sequenciado por Honda Civic (sem segundo lugar) e Audi RS 6 Avant Performance (em terceiro). Quanto aos híbridos seminovos, o Toyota Corolla Hybrid aparece no topo da lista, à frente de Volvo XC60 e Porsche Cayenne, na segunda e terceira posição, nesta ordem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui