Preços de fábrica da China sobem em novembro

Trabalhador monta um veículo no estágio final da linha de produção da produtora de caminhões FAW-Jiefang em Changchun, Província de Jinlin, nordeste da China. (Xinhua/Zhang Nan)

Xinhua - Silk Road

 

Beijing, 9 Dez (Xinhua) — Os preços de fábrica da China observaram uma expansão lenta em novembro, devido aos esforços em implementar políticas mediante garantia do fornecimento e da estabilização dos preços de energia e matérias primas, mostram dados oficiais nesta quinta-feira.

O índice de preço de produção (PPI, sigla em inglês), que mede o custo de bens de fábrica, subiu 12,9% anualmente em novembro, mostram os dados do Departamento Nacional de Estatísticas (DNE ou NBS em inglês).

O número reduziu comparado ao aumento anual de 13,5% registrado em outubro.

Especificamente, o ritmo de crescimento dos preços de materiais de produção já estava em desaceleração mês passado, com a queda da taxa de crescimento anual em 0,9% em outubro, parando em 17%, disse estatístico sênior do NBS, Dong Lijuan.

Medidas adotadas por múltiplos departamentos com finalidade de conter os preços de carvão ajudaram a impulsionar a produção de carvão e o abastecimento de mercado a crescerem mais, disse Dong, acrescentando que, os preços de mineração de carvão e a indústria de lavagem inverteram a tendência com um declínio mensal de 4,9% em novembro.

Contra a queda de preços em alta do petróleo bruto e gás natural internacional, as indústrias domésticas de petróleo observaram preços crescentes com PPI do setor de exploração de petróleo em 7,1% comparado ao mês anterior, disse Dong, acrescentando que, dentre os 40 setores industriais da pesquisa, 37 reportaram crescimento anual dos preços.

Dados desta quinta-feira também mostram que o índice do preço de consumidor da China, o principal componente da inflação, aumentou 2,3% anualmente em novembro. Fim

Leia também:

Comércio estrangeiro da China aumenta 22% nos primeiros 11 meses

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China implementará tarifas da RCEP para mercadorias da Coréia

A partir de 1 de fevereiro, a China adotará a taxa tarifária prometida sob o acordo da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP), nas importações selecionadas da República da Coréia, conforme um comunicado divulgado pela Comissão de Tarifas Alfandegárias do Conselho de Estado, nesta quinta-feira.

Produto estrela da BGI Genomics é exibido na Pavilhão da China

Os modelos do Huo-Yan Air Laboratory da BGI Genomics, produto estrela de laboratório móvel de teste nucléico da gigante chinesa, foram exibidos na Pavilhão da China da Expo 2020 de Dubai durante 11 a 13 de janeiro.

China continua sendo destino favorito de investimento, informa WSJ

A China continua sendo um grande destino de investimento, pois suas startups de tecnologia atraíram uma quantidade recorde de financiamento de risco no ano passado, informou o Wall Street Journal nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Empresa brasileira de produtos médico-hospitalares cresce 20% em 2021

Faturamento foi de R$ 28 milhões.

Brasileiro buscou mais crédito para compra de veículo

Veículos pesados e motos se destacam

Varejo, petrolíferas e bancos puxam Ibovespa

Siderúrgicas e Vale ficam na contramão do mercado

Uso de cheque cai ladeira abaixo

Avanço tecnológico mudou hábito arraigado da clientela

Covid-19 fecha 478 agências bancárias em SP

500 bancários foram confirmados com covid-19.