Prefeitos defendem mudanças na política externa

244
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sob a alegação de que a atual política externa do governo Jair Bolsonaro prejudica o enfrentamento à pandemia de Covid-19, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) pediu, nesta sexta-feira, a saída de Ernesto Araújo do comando do Ministério das Relações Exteriores. A cobrança feita pelo grupo junta-se a pressão de senadores para que o chanceler seja demitido pelo presidente.

Após enfatizar que “o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, já apresentou um leque diverso de trapalhadas e atitudes destrutivas”, enfatizou”, a frente lembra a postura contrária de Ernesto Araújo ao ingresso do Brasil no Covax Facility, consórcio para distribuição de vacinas contra a covid-19, fato este revelado nesta sexta-feira pela coluna do Guilherme Amado, da Época, para pedir a demissão do diplomata.

Também clama para que “o governo federal assuma sua responsabilidade, substitua o ministro e reverta a política externa desastrosa que vem adotando.” E conclui: “É premente a necessidade de medidas tempestivas para tentar recuperar a imagem do país no exterior, sob pena de comprometer, ainda mais, a inescapável e urgente aquisição de vacinas contra o coronavírus.”

Leia mais:

Espaço Publicitáriocnseg

Sem isolamento, Brasil lidera mortes no mundo

Pacheco quer saída de Araújo

Com 300 mil mortes, ‘a vida em primeiro’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui