27.9 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Presidente da Alerj quer manter mobilização por royalties

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), quer manter a mobilização que culminou com a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, de adiar o julgamento da ação sobre a constitucionalidade da proposta que altera a distribuição dos royalties do petróleo entre estados e municípios. Segundo Ceciliano, o adiamento foi uma primeira batalha. Agora ele quer lutar para mudar a lei de divisão dos royalties, para que ela seja boa para os estados brasileiros, mas que não penalize estados e municípios produtores, como o Rio de Janeiro.

Campanha não empolgou o eleitor

Domingo a população vai às urnas para eleger prefeitos e vereadores. Este ano, a vida não foi fácil para os candidatos, que tiveram que reaprender a fazer campanha em tempos de distanciamento social por causa da pandemia do novo coronavírus. Nada de comício, nada de debates na TV. Além disso, os candidatos tiveram que disputar o minguado espaço na mídia até com as eleições presidenciais norte-americanas. Políticos veteranos tiveram que deixar suas zonas de conforto para disputar a atenção nas redes sociais. As lives foram a marca da campanha eleitoral deste ano.

Jorge Felippe Neto

Pouca renovação na Câmara

O deputado estadual fluminense Jorge Felippe Neto (PSD) prevê uma renovação de apenas 30% das 51 vagas da Câmara Municipal do Rio, onde o avô dele, o vereador Jorge Felippe, é presidente. O deputado argumenta que a campanha eleitoral deste ano foi muito fria, com poucos debates e mobilização pequena da população. Por isso, segundo ele, serão beneficiados os candidatos que já têm mandato e os políticos que já são conhecidos do público por terem ocupado cargos no Congresso Nacional e no Executivo. Na última eleição municipal houve uma renovação de cerca de 50% das vagas.

Rio Poupa Tempo em Niterói

O deputado Brazão (PL) tem reduto eleitoral na Zona Oeste do Rio, mas essa semana apresentou projeto de lei na Alerj pedindo a criação de mais uma unidade do programa Rio Poupa Tempo. Mas não foi na sua região não. Brazão quer a unidade em Niterói. Segundo ele, muitos niteroienses cruzam a Baía de Guanabara para ter acesso a serviços como emissão de documentos pessoais, habilitação, emprego e trabalho, veículos e moradia, dentre outros.

Agricultura familiar no Ensino Médio

O deputado Danniel Librelon (REP) quer inclui no currículo escolar do ensino médio, da rede pública do estado, a disciplina agricultura familiar, como matéria optativa. Como justificativa, o deputado afirma que, de acordo com o Embrapa, 85% das propriedades rurais do país vivem da agricultura familiar.

Incentivo à energia fotovoltaica

O deputado Jair Bittencourt (PP) quer que o Governo do Estado crie um programa de incentivo ao uso de energia fotovoltaica. Segundo ele, a medida trará grandes benefícios, não só ao meio ambiente como ao desenvolvimento econômico do estado. O deputado argumenta que as empresas do setor têm grande potencial de geração de empregos.

Artigos Relacionados

Deputadas querem evitar reajuste nos trens

Aumento previsto de 25% a partir de 2 de fevereiro no Rio.

Alerj: novos deputados mudam composição da Mesa

Houve mudança na representatividade dos partidos.

Alerj com vaga garantida para André Ceciliano

Eleição da Mesa Diretora ocorrerá no primeiro dia de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.