27.6 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 19, 2021

Presidente da Anfavea dá recado ao presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta semana que a Ford queria subsídios para não encerrar a produção no país. O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Carlos Moraes, rebateu nesta quarta-feira o presidente ao afirmar que o setor não busca mais incentivos fiscais e que a cobrança da entidade é para que o governo melhore a competitividade do Brasil.

Na terça-feira (12), Bolsonaro disse, ao comentar a decisão da Ford de encerrar a produção de veículos no Brasil, que faltou a empresa dizer a “verdade” sobre o motivo da saída e que a montadora norte-americana queria subsídios do governo para continuar no país.

“Todas as propostas trazidas pela Anfavea, pelos executivos de montadoras foram propostas concretas buscando a redução do Custo Brasil”, disse Moraes, acrescentando que “nós não queremos incentivos, nós queremos competitividade.”

Segundo dados do Ministérios da Economia, os subsídios da União ao setor automotivo saltaram de R$ 1,8 bilhão, em 2003, para R$ 6,7 bilhões, em 2019, em valores atualizados pela inflação – uma alta de 272,2%. Ou seja, mais que triplicaram no período. Ao todo, nesses 17 anos, o governo federal concedeu R$ 62,6 bilhões em isenções fiscais.

Leia mais:

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Saída da Ford é prova do fracasso da política de Guedes

 

Artigos Relacionados

Cade aprova proposta de compra da Abengoa

O valor do negócio foi mantido como confidencial pelo Cade em parecer sobre a transação, que não foi vista como prejudicial ao ambiente concorrencial pelos técnicos do órgão uma vez que a indústria sucroalcooleira é bastante fragmentada no país.

Canadenses desistem do Carrefour

Desistência ocorre após governo francês manifestar-se contra a operação pelo Couche-Tard.

Inovação no carregamento compartilhado de baterias

Os investimentos na startup não são revelados, mas foram muitos os esforços para chegar a uma solução que atendesse o mercado brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportações de suco de laranja recuam 23% entre julho e dezembro

Safra menor e estoques mais elevados estão entre as principais razões para a baixa.

Os desafios para Joe Biden nos EUA

Avanço da Covid-19 pode fazer com que democrata e equipe tenham que apagar alguns incêndios no começo do mandato.

Mercados sobem em véspera do Copom

Campos Neto, presidente do BC, participa da primeira sessão da reunião do Copom.

Mercados locais sobem seguindo Bolsas mundiais

Dia amanhece com tendência de alta para o mercado interno, seguindo NY na volta do feriado.

Contra tudo temos vacina

Dia promete ser de mais recuperação da Bovespa, dólar fraco e juros em queda.