Pressão

O porta-voz da Presidência da República, Georges Lamazière, afirmou que o presidente FH não conversa com o presidente do Congresso, Antônio Carlos Magalhães, sobre a MP do setor automotivo – que traria benefícios para a multinacional Ford se instalar na Bahia – desde o dia seguinte ao lançamento da medida. O desmentido basta.

Falência
O Plano Real Acabou? Este é o nome do livro organizado por Marcel Solimeo e Roberto Luis Troster, que será lançado hoje, às 18h30, no auditório da Associação Brasileira de Bancos Comerciais e Múltiplos (ABBC), em São Paulo. Os cinco anos do Plano Real, a situação atual da economia brasileira e as perspectivas para o futuro são os temas abordados no livro, que reúne textos de 22 economistas, como Ernane Galveas, Paulo Sandroni, Rudiger Dornbush e Sérgio Werlang, atual diretor de Política Econômica do Banco Central.

Poderoso
Ágil como nunca se viu, FH – após assistir passivo a cinco dias de caos na telefonia – resolveu atuar com vigor: deu prazo de 72 horas para que o sistema de ligações interurbanas volte ao normal. A determinação foi dada ao ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, e ao presidente da Anatel, Renato Guerreiro, convocados para reunião fora da agenda. Assim, os sofridos usuários podem se alegrar. Na próxima semana, se acatado o ultimato do presidente, os telefones voltam a funcionar. Quanto ao resto da atual semana – bem, que tal um “feriadão”?

Geral
Não foi só o interurbano que deixou o carioca revoltado com as empresas de telefonia. Centrais telefônicas dentro da cidade do Rio não conseguiam completar ligações para outras centrais no próprio município. O problema prejudicou pelo menos um provedor de Internet. A explicação, nesse caso, fica por conta exclusiva da Telemar.

Essenciais
À medida que os trens do Metrô do Rio vão trafegando cada vez mais lotados e os intervalos entre uma composição e outra aumentando, os empregados vão advertindo os usuários. Ontem, em diversas estações, cartazes do Sindicato dos Empregados do Metrô avisavam que o sistema pode parar a qualquer momento. Diziam que acabam de ser demitidos 100 técnicos que trabalhavam em atividades essenciais.

Pelas beiradas
A revisão do acordo com o FMI, que acaba de ser divulgada, serviu também para desmascarar as versões oficiais no sentido de que não tem intenção de privatizar a Petrobras. Uma das razões apresentadas para justificar a redução da diminuição da receita com privatizações foi exatamente o fato de que a parcela da participação acionária da União superior à necessária para manter o controle do capital será vendida no ano que vem, e não mais neste. Junte-se a isso o fato de que o monopólio já foi quebrado com as tais “parcerias”, não é preciso muito esforço para concluir que a estratégia de desmanche está em curso.

Cupom fiscal
A Caixa Econômica Federal lançou linha de crédito destinada a micro e pequenas empresas interessadas em adquirir Emissores de Cupons Fiscais (ECF). Empresas que exercem atividades de venda e revenda de bens a varejo e as empresas prestadoras de serviços estão obrigadas ao uso de equipamento ECF, de acordo com a Lei 9523/97, em substituição às notas fiscais tradicionais. A Caixa vai utilizar R$ 1 bilhão de recursos da linha de crédito Caixa Giro. A meta é financiar 200 mil empresas de todo o país em 1999. Os empresários que receberem o empréstimo, limitado a R$ 30 mil, poderão comprar o equipamento nas lojas credenciadas, por um preço médio de R$ 2 mil cada, com taxa de juros de TR mais 1% ao mês e prazo de amortização de até 24 meses.

Fácil
A confusão nos interurbanos não surpreendeu alguns profissionais de informática. Um deles, que no passado tinha acesso às dependências da Embratel, lembrou que certa vez resolveu testar a senha de um dos servidores da empresa – que continha informações sobre faturamento de ligações internacionais. Tentou senhas simples, até que entrou com “EBT1998” – e teve acesso ao servidor.

Alta velocidade
A polícia e os fiscais dos postos de vistoria do Detran vão precisar de atenção redobrada para pegar a mais recente invenção dos motoristas que querem driblar o controle eletrônico de velocidade. Além dos já manjados CD ou adesivo espelhado colocados na traseira do carro, surgiu agora um expediente  mais sutil: passar esmalte incolor por cima dos números da placa do carro. O esmalte difrataria a luz do flash, tornando a leitura impossível, segundo quem recomenda o sistema.

Mais bug
O deputado Walter Pinheiro (PT-BA) se somou às preocupações desta coluna e apresentou à Mesa Diretora da Câmara um requerimento de informações pedindo que a Anatel explique as providências que estão sendo tomadas, junto às operadoras de telefonia, para enfrentar o bug do milênio. Segundo Pinheiro, os problemas apresentados na modificação do sistema de interurbanos prova que a Anatel não tem cumprido seu papel fiscalizador. “Se uma troca de sistema prevista (ligações de longa distância) deu este problema, imagine o bug do milênio.”

Artigo anteriorMuro
Próximo artigoDivisão
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Taxa de carbono vai custar quase € 800 mi à Turquia

Os exportadores turcos de produtos com alto consumo de energia, como cimento, aço e alumínio, poderão enfrentar custos adicionais exorbitantes quando as propostas legislativas...

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado de TI é alavancado pela pandemia

Tetris IT, empresa que desenvolve projetos de inovação digital, cresceu 300% em 2020.

Ações da ClearSale valorizam mais de 20% na estreia na B3

A ClearSale (ticker CLSA3) concluiu nesta sexta-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3. A oferta movimentou R$ 1,3 bilhão sendo que, apenas...

Edital da Oferta Permanente inclui 377 blocos

A Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural (ANP) publicou nesta sexta-feira nova versão do edital da Oferta Permanente, com a inclusão de 377...

Multa de R$ 500 mil para ‘fake’ sobre eleição

Uma multa de R$ 500 mil, caso repita as manifestações que questionem os últimos pleitos presidenciais realizados no país, faz parte uma ação que...

Bacia de Campos recua com redução drástica de investimentos

A Bacia de Campos, atualmente a segunda maior região produtora de petróleo do Brasil, registrou em junho a sua menor produção média dos últimos...