Prevenção contra o AVC

Por Ricardo Brizzi.

Dia 29 de outubro é comemorado o Dia Mundial do AVC. A data chama atenção para a doença que tem grandes índices de mortalidade. Uma das causas do problema é a estenose das carótidas, que se não for tratada devidamente, pode ocasionar o Acidente Vascular Isquêmico que representa 85% de todos os casos de insuficiência vascular cerebral. Idade avançada, diabetes, fumo, hipertensão, colesterol elevado, obesidade, sedentarismo e histórico familiar de arteriosclerose, são alguns dos fatores de risco para esta obstrução.

Um dado preocupante é que muitas pessoas ainda não voltaram às suas rotinas com os cuidados com a saúde. Segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), a pandemia fez com que as pessoas deixassem de lado o check up. Houve queda de 28,5% na quantidade de exames de dosagem de colesterol HDL realizada em 2020, quando comparada com o ano de 2019. Mesmo com um aumento esse ano da procura por exames, ainda não se chegou ao ideal do número de pessoas que retornaram aos consultórios médicos ou postos de saúde para acompanhamento.

A estenose das carótidas, na maioria dos casos, é assintomática. O crescimento da placa acontece de forma silenciosa e muitas vezes através de um exame clínico ou de imagem é que ele é detectado. Alguns sintomas já incluem microisquemias transitórias que desaparecem em 24 horas ou deixam pequenas sequelas, dependendo do tamanho da placa no interior da veia. Os ataques isquêmicos transitórios são alterações neurológicas que muitas vezes afetam a motricidade e a fala.

O tratamento vai depender do tipo de obstrução, característica da placa e idade do paciente. Pode ser por medicação ou cirurgia. O tratamento cirúrgico para desobstrução da carótida é realizado através angioplastia, onde utilizando a técnica endovascular é implantado um stent ou balão na carótida, por uma pequena punção na virilha, a fim de desobstruir as artérias doentes. Outra técnica é a cirurgia aberta chamada endarterectomia, ou seja, a retirada das placas do interior da artéria. A técnica utilizada pelo cirurgião vascular vai depender do grau de obstrução das artérias.

No entanto, a melhor conduta é a prevenção, buscando a orientação de um especialista. Quando o paciente já possui um histórico familiar de isquemia, colesterol alto e é sedentário, é importante sempre que se faça um exame de controle das carótidas. Normalmente é utilizado o ecodoppler. Ele é um exame similar a uma ultrassonografia e que faz um rastreamento desse tipo de doença. Quando se encontra placas importantes acima de 60% ou 80% e o médico identifica riscos para a saúde do paciente, de acordo com as características da placa, é importante realizar uma angiotomografia. Um procedimento mais invasivo onde o profissional pode ter uma análise mais detalhada da obstrução e se há risco de um AVC.

 

Ricardo Brizzi é angiologista e cirurgião vascular, membro da Sociedade de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brasil conduz maior iniciativa de Open Banking do mundo

Por Cristiano Maschio.

Planejamento sucessório e o patrimônio familiar

Por Luciana Gouvêa.

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Últimas Notícias

Cresce mercado de investimento em ações da China

O investimento em ações na China apresentou crescimento este ano, uma vez que o volume de fundos levantados e o investimento registraram um crescimento...

CVM alerta: Atuação irregular de Business Bank BNI Investiments S.A

A Comissão de Valores Mobiliários está alertando ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular de Business Bank BNI...

Usina TermoCamaçari ficará com a Unigel até 2030

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 11/05/2021, informa que, após a retomada das negociações com a Proquigel Química S.A., subsidiária da Unigel...

STF é questionado sobre inconstitucionalidade de privatizações

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, defendeu nesta segunda-feira, em audiência pública na Câmara dos Deputados, que o Supremo Tribunal...

Mais um Fiagro na listagem da B3

Ocorreu nesta segunda-feira o toque de campainha que marcou o início de negociação do terceiro Fiagro na B3, o JGP Crédito FI Agro Imobiliário. As...