Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

O Brasil identificou a primeira contaminação pelo novo coronavírus no final de fevereiro de 2020, enquanto a Europa já registrava centenas de casos de Covid-19. A declaração de transmissão comunitária no país veio em março, mês em que também foi registrada a primeira morte pela doença. Em abril, em meio ao isolamento social, o governo adotou medidas para mitigar o efeito da doença na economia, como linhas de crédito para as empresas, e enviou ao Congresso Nacional proposta de criação de auxílio emergencial, direcionado à população mais vulnerável.

Ainda em 2020, estudos sobre a vacina contra Covid-19 avançaram e tornaram real a possibilidade de imunizar a população. Em janeiro deste ano, o Brasil começa a vacinar grupos prioritários, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford.

Com casos ainda em alta e vacinação em andamento, no início de 2021, vários estados decretam toque de recolher para tentar conter o avanço da doença. E o carnaval é cancelado para evitar aglomerações.

O país atingiu ontem (quinta, 25) um novo recorde de mortes diárias por Covid-19, segundo a média móvel de sete dias medida pelo boletim Monitora Covid, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com o boletim, foram registradas ontem 1.148 mortes. Foi o segundo dia consecutivo de recorde porque no dia anterior (24) houve 1.123 óbitos.

O número de mortes de ontem também foi 8,5% maior do que o observado 14 dias antes (1.058) e 9,2% acima do total de óbitos de um mês atrás (1.052).

O boletim também mostrou que o número de casos confirmados diários, segundo a média móvel de sete dias, chegou a 51.405, 13,3% a mais do que 14 dias antes (45.373 casos) e 0,9% acima de um mês antes (50.925).

O município do Rio está com três das 33 Regiões Administrativas na cor laranja, o que representa risco alto. O 8º Boletim Epidemiológico, divulgado hoje (26) pela prefeitura, indica que Copacabana, Rocinha e Lagoa, todas na Zona Sul, permanecem nesse nível de risco. Já a Barra da Tijuca, Vila Isabel e Lagoa passaram para o risco moderado, na cor amarela. Embora sejam menos três regiões em risco alto, na comparação com a edição anterior do boletim, permanecem as restrições na cidade mantidas pela prefeitura, devido ao surgimento de três casos de novas variantes.

O prefeito Eduardo Paes reforçou que mesmo com a melhora dos indicadores, ainda não é hora de relaxar.

“A gente está vendo situações no Brasil bastante críticas, inclusive em São Paulo que é aqui do lado, em Porto Alegre, Salvador, Manaus. Há um conjunto de estados e cidades enfrentando dificuldades. Na segunda-feira, o comitê científico se reuniu e, mais uma vez, o Daniel Soranz, secretário Municipal de Saúde, fez um relato daquilo que se passa. É óbvio que a gente está feliz com a situação que melhorou muito, mas tememos a possibilidade dessas novas variantes e decidimos manter em risco alto. A gente não pode afrouxar”, disse também na divulgação do boletim.

Apesar de não ser sua intenção anunciar, no momento, um lockdown (confinamento) na cidade, Paes disse que não vai hesitar em fazer o isolamento total, caso a situação da Covid-19 se agrave na capital e o comitê científico identifique a necessidade da medida. “Não é uma decisão política. Hoje, os dados são positivos, o que não significa que amanhã não possam piorar”.

 

Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

Iniciativa realiza monitoramento de Covid-19 em taxistas do Rio

Novembro teve recorde de casos de Covid em hospitais privados

Brasil registra 1.283 mortes por Covid em 24 horas

Artigos Relacionados

Aprovada entrega do IRPF até 31 de julho

Prazo atual é 31 de maio. Texto segue para sanção de Bolsonaro.

Jornalista agora pode ser MEI

Senado tentou incluir corretor de imóveis, publicitários e produtores culturais no projeto.

STF decide julgar no plenário a anulação de sentença de Lula

Julgamento prossegue nesta quinta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Jornalista agora pode ser MEI

Senado tentou incluir corretor de imóveis, publicitários e produtores culturais no projeto.

STF determina reintegração de excluídos do Bolsa Família

Ministro Marco Aurélio avaliou que Governo Federal estava descumprindo determinação.

Preços dos medicamentos voltam a subir em março

Segundo levantamento, resultado reflete agravamento da pandemia, colapso das unidades de saúde e depreciação cambial.

Planos devem autorizar exame de Covid de forma imediata

Antes da determinação da ANS, os planos podiam demorar até três dias úteis para garantir o atendimento ao pedido.

Cresce demanda árabe por café verde e solúvel do Brasil

No primeiro trimestre deste ano, país exportou 37% mais café à região; além dos grãos verdes, crus, países têm demandado mais produto solúvel.